Header Ads

Defesa recorre ao STJ para tentar adiar depoimento de Lula ao juiz Sérgio Moro

Advogados já tinham tentado recurso no Tribunal Regional Federal da 4ª Região, que negou. Depoimento está marcado para esta quarta-feira na Justiça Federal, em Curitiba.

Lula será ouvido por Moro (Imagem: Da Net)
A defesa de Luiz Inácio Lula da Silva ingressou no final da tarde desta terça-feira (9) no Superior Tribunal de Justiça (STJ) com três recursos contra decisões do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), que negou pedido do ex-presidente para adiar o depoimento dele ao juiz federal Sérgio Moro, marcado para esta quarta (10).

O primeiro recurso é para que o STJ considere Moro, responsável pela Operação Lava Jato na primeira instância da Justiça Federal, suspeito para julgar a ação penal e suspender o processo até uma análise definitiva. Na ação, Lula é acusado de receber propina da construtora OAS por meio de reserva e reforma de um apartamento triplex em Guarujá (SP) e pelo armazenamento de bens do ex-presidente depois que ele deixou a Presidência.

O segundo recurso é um pedido para suspender o processo por 90 dias a fim de que a defesa tenha tempo de analisar diversos documentos da Petrobras incluídos no caso.

Esses dois primeiros pedidos adiariam o depoimento de Lula marcado para esta quarta-feira.
O terceiro recurso é para que todo o depoimento de Lula seja gravado e vídeo por uma equipe independente.

O relator dos pedidos da defesa de Lula é o ministro Félix Fischer, responsável pelos recursos relacionados à Lava Jato no STJ. Ele deverá tomar uma decisão nesta quarta. O depoimento de Lula está marcado para as 14h, em Curitiba.

Do G1

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.