Header Ads

Anísio avisa que não aceita intervenções de outros partidos no PT e não descarta saída

Segundo o deputado, muitas irregularidades ajudaram para que eles se elegessem e seu grupo político entrou na justiça para revogar o processo

Deputado não aceita resultados das eleições no PT (Foto: Da Net)
Jackson Macedo foi eleito presidente do PT estadual no mês de maio e em abril foram eleitos a presidenta municipal do PT de João Pessoa Luzenira Linhares e o presidente municipal eleito de Campina Grande Márcio Canielo, todos eles são alvos de críticas do deputado estadual Anísio Maia (PT). Segundo o parlamentar, muitas irregularidades ajudaram para que eles se elegessem e seu grupo político entrou na justiça para revogar todo o processo.

A decisão está nas mãos do desembargador Marcos Cavalcante que pode revogar ou não as eleições do PT e até que saia o resultado Anísio não confirma que pode deixar a sigla caso não consiga cancelar as eleições e outros candidatos sejam vencedores.

Um dos motivos da revolta é que segundo ele, alguns eleitos são "crias" do PSDB e PRB e estariam recebendo influências destas siglas nas decisões internas do PT, fato que ele achou absurdo e reprovável.

"Nós vamos lutar até o fim. Estamos aguardando a decisão da justiça e ainda não estamos pensando em sair e sim de tirar essas pessoas do PT. Logo teremos a decisão da justiça e por enquanto nada foi decidido. Não aceitamos a eleição e nem a posição política deles. Não aceitaremos intervenção do PSDB e PRB  no PT, eles não vão mandar no PT. É um absurdo e a gente não aceita. Isso não é PT. Eu aviso que não nasci petista, eu sou de esquerda e sempre serei de esquerda", explicou. 

Entenda o caso:

O candidato a presidente municipal do PT de João Pessoa, Josenilton Feitosa, denunciou uma série de irregularidades que teriam acontecido no PED (Processo de Eleições Diretas), realizada no dia 8 de abril, para escolher os delegados que elegerão o presidente estadual do PT. Seu grupo político dentro da sigla entrou na Justiça para anular o PED.

Ele denuncia que houve irregularidades inclusive em João Pessoa, onde teria ocorrido falsificação de assinaturas, transporte irregular de eleitores e votos por troca de favores por parte de membros da tendência interna do PT CNB (Construindo Novo Brasil) e aliados.

Do PB Agora

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.