Header Ads

Assessor do senador Raimundo Lira morre em João Pessoa

O bacharel também foi assessor do senador Cássio Cunha LIma (PSDB), quando o tucano era governador da Paraíba

Léo morreu de infecção urinária (Foto: Da Net)
O bacharel em Direito e assessor do senador Raimundo Lira (PMDB), Léo Johnson, morreu na manhã desta quarta-feira (14) no Hospital Nossa Senhora das Neves, em João Pessoa (PB), onde estava internado desde a noite da última segunda-feira (12), em decorrência de uma infecção urinária. 

Léo é filho do advogado Jonhson Abrantes, irmão do conselheiro federal da OAB, Edward Jonhson e genro do ex-deputado federal Armando Abilio.

O bacharel também foi assessor do senador Cássio Cunha LIma (PSDB), quando o tucano era governador da Paraíba. 

Ele passou mal segunda-feira (12) com fortes dores abdominais e e foi levado no final da noite para o hospital Nossa Senhora das Neves, onde chegou com uma baixíssima pressão arterial.

Segundo o seu irmão, Edward Jonhson foi constatado um quadro de infecção, comprometendo os rins. Imediamente foi iniciada uma hemodiálise, mas infelizmente morreu na manhã de hoje após uma parada cardíaca. 

Do Wscom

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.