Header Ads

Cássio lamenta não ter se aliado ao PMDB em 2014: "Meu grande erro"

Senador ressaltou que nenhum partido tem a hegemonia para ganhar as eleições isolado

Senador Cássio Cunha Lima (Foto: Da Net)
O senador Cássio Cunha Lima (PSDB) admitiu, em entrevista nesta segunda-feira (12), que errou em 2014 ao recusar o apoio do PMDB e que esse erro estratégico lhe custou a vitória na eleição ao Governo do Estado.

“Ficou provado nessa história recente das eleições paraibanas que nenhum partido isoladamente tem a hegemonia para ganhar as eleições. Então é importante ter isso em mente. Talvez o grande erro que eu tenha cometido nas eleições de 2014 foi não ter ampliado o meu leque de alianças e ter trazido, por exemplo, o PMDB”, comentou.

Cássio usou esse comentário para ilustrar que a oposição precisa estar unida em torno de um projeto para sair vitoriosa na eleição do ano que vem.

O senador voltou a elogiar o nome de Romero Rodrigues (PSDB), chegando a comparar ao seu e ao de seu pai, Ronaldo Cunha Lima, considerando que ambos fizeram boas gestões em Campina Grande e suas gestões os credenciaram a disputar e ganhar o Governo do Estado, o que poder acontecer com Romero.

No entanto, ponderou que a posição precisa estar unida e citou outros nomes, que considera fortes, do grupo.

“O PMDB tem o nome de Zé Maranhão, o PP tem o nome de Aguinaldo Ribeiro, o PSD tem Luciano Cartaxo, já que Rômulo tem o projeto para a reeleição [na Câmara Federal]. Então, na oposição nós temos vários nomes e Romero é um deles. Um nome forte e competitivo”, considerou.

Da redação

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.