Header Ads

CEJUSC da JFPB conclui mutirão com R$ 268 mil de créditos recuperados

Mutirão permitiu descontos de 80% a 90% para quitação de dívidas com a Caixa Econômica Federal

Reunião do Centro Judiciário da JF (Foto: Assessoria)
O Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (CEJUSC) da Justiça Federal na Paraíba (JFPB) promoveu um mutirão de audiências de conciliação com o intuito de facilitar a renegociação de dívidas em processos de execução promovidos pela Caixa Econômica Federal (CEF), como débitos em contratos de pessoas físicas e jurídicas, incluindo cartão de crédito. As audiências, realizadas no período de 10 a 28 de julho, proporcionaram uma recuperação de créditos no valor de R$ 268.528,23.

O mutirão envolveu processos em tramitação nas 1ª, 2ª e 3ª Varas Federais na Paraíba. As ações de execução promovidas pela Caixa Econômica Federal totalizavam a cifra de R$ 1.719.836,99. A recuperação de créditos decorreu de descontos significativos, atingindo, ao final, um percentual de recuperação de valores na ordem de 15,61%.

De acordo com o coordenador do CEJUSC, juiz federal Bruno Teixeira de Paiva, “a divulgação da campanha na mídia favoreceu a que muitos clientes da Caixa pudessem comparecer diretamente à Justiça Federal para negociação direta e quitação de suas dívidas em condições mais favoráveis”, pontuou.

O funcionário público João Bosco Cavalcanti foi um dos beneficiados pelo mutirão. Desde 2005 ele tinha um litígio com a Caixa Econômica Federal decorrente de um empréstimo de R$24 mil e que, após juros e correção monetária, já acumulava uma dívida de R$ 51 mil. Procurou o CEJUSC após uma entrevista que assistiu na televisão sobre a possibilidade de renegociar dívidas por meio da conciliação.

"Era uma bola de neve e consegui fazer acordo em R$ 12.882,00. Somente após esse abatimento no valor, passei a ter condições de pagar. É de se elogiar a atitude da Caixa e da JFPB de fazer esse tipo de conciliação. Era uma preocupação muito grande, um débito que todo dia crescia por causa dos juros. Agora eu vou voltar a ter uma vida financeira normal", afirmou aliviado.

CONCILIÔMETRO – Na última semana de julho, o CEJUSC atingiu o quantitativo de mil audiências realizadas, das quais 634 foram de pleno êxito. Assim,  foi possível solucionar 63,4% dos processos, o que é considerado bastante significativo. Para o supervisor do CEJUSC, Marconi Araújo, os dados revelam o sucesso do Centro de Conciliação recentemente inaugurado na capital do Estado. “Se levarmos em conta o percentual de êxito obtido, somado aos valores decorrentes de acordos judiciais liberados para circulação na economia local e que totalizam aproximadamente R$ 4 milhões de reais, não há dúvida de que estamos no caminho certo, incentivando a prática conciliatória, promovendo ações de cidadania e contribuindo decisivamente para a pacificação social”, finalizou.

Da Assessoria de Comunicação

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.