Header Ads

RC diz que reação da oposição contra fim do racionamento demonstra mera disputa política

Segundo o governador a reação da oposição foi uma demonstração do ódio e da disputa política

Ricardo reage a críticas da oposição (Foto: Da Net)
Depois do secretário de Comunicação do Governo do Estado, Luís Tôrres, agora foi a vez do próprio governador Ricardo Coutinho (PSB) reagir a ofensiva da oposição que se colocou contra o fim do racionamento em Campina Grande e região, anunciado na última semana pelo secretário João Azevêdo (PSB).

Segundo o governador a reação da oposição foi uma demonstração do ódio e da disputa política.

“Eu fiquei surpreso com a virulência, com o ataque, de algumas pessoas do mundo da política, provavelmente orientada por outras, que estão em cargos superiores, mas que não apareceram para este debate e preferiram colocar algumas pessoas ali, alguns vereadores, alguns deputados, para um debate horroroso, que trazia apenas o ódio dentro de si e demonstrava claramente que esse povo não tem o menor compromisso ou respeito pelas condições de vida da população. Se você observar bem, em um cenário de racionamento quem mais sofre é quem menos tem, são os mais pobres que não têm como armazenar água. É preciso olhar para essas pessoas e é preciso saber ter o devido respeito quando o aspecto é técnico. Se alguém não entende de técnica e esteja no mundo da política, por favor, se omita de dar qualquer declaração, porque quando dá uma declaração fica um negócio estúpido. O que eu ouvi, por ocasião, do anuncia feito pelo secretário João Azevêdo, foi uma demonstração nítida e clara do ódio e da disputa política sob qualquer outra coisa. Ou seja, esse povo preferiria que o povo de Campina e da região continuassem não tendo acesso a água, em sua plenitude, só para que tivesse algum discurso eleitoral, o que acho absurdo”, disse.

O governador lamentou o fato de a oposição criticar tanto quando a medida de racionamento foi anunciada, ainda em 2014, e agora, novamente criticar porque o racionamento chegou ao fim, numa política do quanto pior melhor.

"Quando o secretário foi anunciar o fim do racionamento em meu nome e em nome do governo do Estado é porque a gente sabia o que estava fazendo", completou.

A declaração do governador foi feita na tarde desta segunda-feira (14), durante entrevista ao programa Fala Governador, na Tabajara FM.

Do PB Agora

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.