Header Ads

Filhos de Romero Jucá são alvos da PF por suspeita de desvio de R$ 32 milhões

Segundo a PF, os crimes atribuídos aos familiares de Jucá somam pena de até 30 anos de reclusão

Romero Jucá (Foto: Da Net)
A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quinta-feira (28) uma operação em Boa Vista (RR) para investigar Marina e Rodrigo Jucá, filhos do senador Romero Jucá (PMDB-RR), e Ana Paula e Luciana Surita, enteadas dele e filhas da prefeita da capital roraimense, Teresa Surita. Todos são alvos de mandados de busca e apreensão e condução coercitiva.

A Operação Anel de Giges apura a atuação de uma organização criminosa acusada de peculato, lavagem de dinheiro e desvios de verbas públicas.Os mandados são cumpridos em Boa Vista, Belo Horizonte e Brasília. A defesa de Jucá afirma que o senador não está entre os investigados.

Os filhos e as enteadas do líder do governo no Senado são suspeitos de desviar R$ 32 milhões por meio do superfaturamento na compra da Fazenda Recreio e na construção do empreendimento Vila Jardim, do projeto Minha Casa Minha Vida no bairro Cidade Satélite, ambos em Boa Vista.

Segundo a PF, os crimes atribuídos aos familiares de Jucá somam pena de até 30 anos de reclusão. A polícia ainda vai divulgar detalhes das investigações. Jucá é alvo de nove inquéritos no Supremo. A maior parte das apurações diz respeito às operações Lava Jato e Zelotes.

Do Congresso em Foco

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.