Header Ads

Joesley e Saud chegam a Brasília, onde ficarão presos

Delatores passaram a última noite na carceragem da PF em São Paulo

Joesley Batista deixa a sede da Polícia Federal, em São Paulo (Foto: Edils
on Dantas / Agência O Globo)

O
s executivos da J&F Joesley Batista e Ricardo Saud chegaram a Brasília na tarde desta segunda-feira em um avião da Polícia Federal (PF). Os dois delatores vão passar por exame de corpo de delito antes de se dirigirem à PF, onde ficarão detidos por, pelo menos, mais quatro dias. Inicialmente, o procedimento era previsto para ser feito em São Paulo, mas acabou sendo adiado por acordo entre investigadores e advogados.

O avião pousou no Aeroporto de Brasília por volta das 15h20. Os delatores passaram a última noite na carceragem da PF em São Paulo. No caminho do Aeroporto de Congonhas, Joesley ficou no banco de trás no carro da PF e carregava, nas mãos, um terço. Eles chegaram em viaturas descaracterizadas.

Durante a manhã, a PF cumpriu cinco mandados de busca e apreensão relacionados ao caso. No Rio, o alvo foi o apartamento do ex-procurador Marcelo Miller, acusado de passar instruções ao executivos da J&F durante a negociação do acordo.

Em São Paulo, os agentes cumpriram quatro mandados de busca: nas casas de Joesley, Saud e Francisco de Assis e Silva, advogado da empresa, além de ir até a sede da companhia.

Joesley e Saud se apresentaram à polícia por volta das 14h deste domingo, depois que o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, determinou a prisão temporária dos dois delatores, atendendo a um pedido feito pelo procurador-geral Rodrigo Janot.

De O Globo

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.