Header Ads

Stiupb tem apoio do presidente da ALPB contra a venda da Eletrobras

Deputado Gervásio Maia esteve reunido com funcionários da Chesf de Campina Grande

Deputado Gervásio Maia apoia luta contra privatização da Eletrobras (Foto: Stiupb)
O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, deputado Gervásio Maia, esteve reunido com funcionários da Chesf de Campina Grande, na manhã desta segunda-feira, 04, no auditório da empresa, oportunidade quando afirmou à categoria e ao presidente do Sindicato dos Trabalhadores Urbanos na Paraíba, Wilton  Maia Velez, seu apoio na luta contra a proposta de privatização da Eletrobras e, consequentemente, da Chesf.

O encontro foi realizado pelo Stiupb, entidade que está lutado muito, não apenas em defesa dos servidores da Chesf, mas também da Cagepa, da Energisa, da PBGás e termelétrica.

A mesa foi composta, além dos já citados, por Vladimir Cesarino de Souza (Engenheiro da Chesf) e por Osvaldo Aristides, diretor sindical e representante dos trabalhadores na Companhia.

Diversos funcionários da Chesf fizeram questão de usar da palavra, todos revoltados com o Governo Temer, que sinaliza repassar a Eletrobras para uma estatal da China, por um preço bem inferior ao que ele vale.Presidente da Assembleia da PB apoia Stiupb e

“veste a camisa” contra a venda da Eletrobras

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, deputado Gervásio Maia, esteve reunido com funcionários da Chesf de Campina Grande, na manhã desta segunda-feira, 04, no auditório da empresa, oportunidade quando afirmou à categoria e ao presidente do Sindicato dos Trabalhadores Urbanos na Paraíba, Wilton  Maia Velez, seu apoio na luta contra a proposta de privatização da Eletrobras e, consequentemente, da Chesf.

O encontro foi realizado pelo Stiupb, entidade que está lutado muito, não apenas em defesa dos servidores da Chesf, mas também da Cagepa, da Energisa, da PBGás e termelétrica.

A mesa foi composta, além dos já citados, por Vladimir Cesarino de Souza (Engenheiro da Chesf) e por Osvaldo Aristides, diretor sindical e representante dos trabalhadores na Companhia.

Diversos funcionários da Chesf fizeram questão de usar da palavra, todos revoltados com o Governo Temer, que sinaliza repassar a Eletrobras para uma estatal da China, por um preço bem inferior ao que ele vale. 

Da Assessoria de Imprensa/Stiupb

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.