Header Ads

Bancada paraibana deve priorizar emendas para setor hídrico e saúde

Ficou definido pelos deputados e senadores que as indicações terão como prioridade projetos na área de segurança hídrica

Bancada paraibana (Foto: Portal Correio)
A bancada federal paraibana se reuniu na noite dessa terça-feira (17) para discutir a destinação das emendas ao Orçamento de 2018. Ficou definido pelos deputados e senadores que as indicações terão como prioridade projetos na área de segurança hídrica, como por exemplo, as obras do Eixo Piancó da transposição do Rio São Francisco, além de custeio para atenção básica de saúde nos municípios.

Segundo o coordenador da bancada na Câmara, Wilson Filho (PTB), durante a reunião também foram debatidos encaminhamentos de recursos para manutenção do Hospital Metropolitano, em Santa Rita e a possibilidade de construção de um novo hospital em Patos.

Nesta quarta-feira (18), os parlamentares voltam a se reunir. Desta vez, o encontro será com as entidades e gestores da Paraíba para discutir as prioridades e ouvir as reivindicações do Governo do Estado e de prefeituras da Paraíba, como as de João Pessoa, Campina Grande e Patos.

“Vamos nos reunir para discutir as destinações das emendas. Tudo será feito com base no entendimento de todos os parlamentares, como sempre foi feito. Diante de um cenário de dificuldades financeiras, precisamos avaliar bem a destinação dos recursos do orçamento da União para o próximo ano”, destacou Wilson Filho.

O parlamentar reforçou a importância da destinação de emendas para o setor hídrico da Paraíba. “São centenas de municípios em estado de calamidade por conta da seca. É preciso ter sensibilidade para reforçarmos os investimentos nessa área em nosso Estado. Temos que tirar do papel as obras do Ramal Piancó, também conhecido como o terceiro braço da transposição na Paraíba”, afirmou Wilson Filho.

As emendas - Cada bancada estadual pode apresentar de 15 a 20 emendas de apropriação, de acordo com o número de parlamentares, e até três emendas de remanejamento. Entre as emendas de apropriação, até duas são de execução obrigatória, no valor total de até R$ 162.494.991 por bancada. A emenda de bancada estadual, conforme lembrou Wilson Filho, deve ter interesse estadual e caráter estruturante.

Do Portal Correio

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.