Header Ads

Brasil é goleado pela Inglaterra e dá fim ao sonho do Mundial sub-17

O placar terminou em 3 a 1 para os ingleses, com Wesley marcando para a Seleção Brasileira

Algoz! Brewster fez três gols e, agora, passa a liderar a artilharia, com sete gols (Foto: Divulgação / Fifa)
Diante da Inglaterra, o Brasil levou um duro golpe, nesta quarta-feira, pelas semifinais do Mundial sub-17. A equipe comandada por Carlos Amadeu viu Brewster marcar três vezes, colocar o jogo em Calcutá (IND) no bolso e o sonho esvair. O placar terminou em 3 a 1 para os ingleses, com Wesley marcando para a Seleção Brasileira. 

Brewster, que já havia marcado outros três nas quartas de final (contra os Estados Unidos), levou a Inglaterra à final do torneio. A outra semifinal será realizada entre Mali e Espanha, logo mais, também no Estádio Vivekananda Yuba Bharati Krirangan. O Brasil, por sua vez, espera o perdedor para decidir o terceiro lugar. 

O Brasil iniciou o confronto com uma alteração em relação ao jogo contra a Alemanha: Weverson, autor de um gol nas quartas, no lugar de Cândido na lateral esquerda. O esquema tático (4-1-4-1) se manteve, e o início do confronto era estudado por ambos os lados. Até que, aos dez minutos, Brewster empurrou para a rede após duas tentativas e uma inicial defesa de Brazão. 

O time de Carlos Amadeu, no entanto, não se encolheu. Já tinha mais posse de bola, e a mesma foi acentuada com a desvantagem. Cerca de dez minutos depois, em boa jogada de Paulinho pela direita, o lateral-direito Wesley ficou com o rebote e deixou tudo igual. O jogo ganhou em emoção. 

Goleador nato, Brewster fez mais um gol, tornando-se ali o artilheiro isolado do torneio. O camisa 9 marcou depois de jogada de ultrapassagem pela direita e cruzamento de Sessegnon. Antes, cabe destacar, Brenner, em marcação, desperdiçou uma chance frente ao goleiro britânico. 

No segundo tempo, o ritmo das duas equipes caíram. Pior para o Brasil. A 30 minutos do fim, Paulinho enfiou uma sapatada na bola, defendida pelo goleiro Anderson. O meio de campo brasileiro passou a errar passes simples e a se tornar impotente diante da sólida defesa inglesa. 

Para piorar a situação, na casa dos 30 minutos e em outra jogada pelo lado esquerdo brasileiro, o English Team encontrou Brewster novamente muito bem posicionado: caixa e hat-trick do jovem goleador do Liverpool. Ele chegou a sete gols na competição, liderando o quesito bola na rede. Brilhou a estrela da joia, para a nossa infelicidade.  

Do LanceNet

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.