Header Ads

EXCLUSIVO! IV BPM vai investigar caso da universitária que recebeu voz de prisão de um militar

Coronel Gilberto informou, através da Assessoria de Imprensa do IV BPM, que vai apurar o caso de forma administrativa

Ten-Cel. Gilberto (Foto: Da Net)
Com exclusividade para a editoria de Fato a Fato, a Assessoria de Imprensa do IV BPM informou que o comandante da corporação,  Tenente-Coronel Gilberto Felipe, autorizou a abertura de processo administrativo para apurar o caso do policial militar que deu voz de prisão a uma estudante universitária e ao diretor do Centro de Humanidades da UEPB, Campus III de Guarabira.

Em contato com Fato a Fato pelo WhatsApp, a assessora de imprensa, quando perguntada sobre o posicionamento do Comando do IV BPM, escreveu o seguinte: “Boa Tarde. O comandante do 4º BPM, tenente-coronel Gilberto, tomou conhecimento do fato através de um documento redigido e entregue a ele pelo próprio diretor do Centro de Humanidades da UEPB. De imediato, determinou a instauração de um processo administrativo para apurar o caso”.

Nas notícias publicadas nos sites e blogs da Paraíba, o nome do policial militar, que também é ex-professor substituto do Curso de Direito do Campus de Guarabira, não foi informado. 



Da Redação/Fato a Fato

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.