Header Ads

Homem é morto na porta de casa ao sair para trabalhar, em Santa Rita, PB

Vítima já foi condenada por estupro em 2002, mas padrasto acredita que homicídio não tem ligação com primeiro crime

PM e PC estiveram no local do crime (Foto: G1)
Um servente de pedreiro de 36 anos foi morto a tiros quando saia de casa para trabalhar no início da manhã desta quarta-feira (18), em Santa Rita, Região Metropolitana de João Pessoa. De acordo com a Polícia Militar, a companheira da vítima ouviu os tiros e quando saiu da casa, já encontrou o homem morto.

O crime aconteceu por volta das 6h30, na Rua Nilo Peçanha, no Alto das Populares. O padrasto da vítima, que se identificou apenas como Mário, disse que apesar do homem ser ex-presidiário, não acredita que o homicídio tenha relação com o primeiro crime.

“Ele cumpriu seis anos e dois meses pelo crime de estupro, mas foi em 2002. Ele se converteu no presídio e depois que saiu, tinha uma vida normal, trabalhando e cuidando dos filhos. Nunca soubemos de envolvimento dele com nada depois disso, nem ele nunca falou sobre se estava sendo ameaçado ou algo assim”, disse.

Ainda de acordo com Mário, recentemente a vítima se envolveu em uma confusão após um acidente de trânsito, mas também não sabe se isso teria motivado o homicídio. 
“Uma pessoa bateu na moto dele com um cavalo. Ele ficou com o animal até que a pessoa pagasse o prejuízo da moto. Depois que a pessoa pagou, ele devolveu o animal. Ele não contou isso para a gente, é tanto que só fiquei sabendo disso hoje”, explicou.

Segundo a Polícia Civil, moradores no local não souberam explicar como aconteceu o homicídio, nem quantas pessoas teriam atirado. A polícia vai ouvir parentes e amigos da vítima para tentar entender quais os motivos do crime e quem seria suspeito. De acordo com a PM, o homem responde a um processo por roubo.

Do G1PB

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.