Header Ads

Homem é preso com material pornográfico infantil em Campina Grande

A ação fez parte da Operação ‘Luz da Infância’, desencadeada em todo Brasil

Prisão foi em CG (Foto: Ilustrativa)
A Polícia Civil da Paraíba, por meio da Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Infância e Juventude (DRCCIJ) de Campina Grande, com o apoio do Núcleo de Criminalística do Instituto de Polícia Cientifica (IPC), Delegacia da Infância e Juventude (DIJ) e Núcleo Especializado em Repressão a Tentativas de Homicídios (Nertho), deu cumprimento, na manhã desta sexta feira (20), a mandados de busca e apreensão em imóveis localizados nos bairros do Catolé e Liberdade, na zona Sul da cidade.

A ação fez parte da Operação ‘Luz da Infância’, desencadeada em todo Brasil para combater o crime de pedofilia.

O levantamento dos alvos na cidade de Campina Grande foi feito pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) e a DRCCIJ representou pela busca domiciliar que foi atendida pela Vara da Infância e Juventude da comarca de Campina.

A Operação foi deflagrada em cadeia em todo o País para evitar que os suspeitos fugissem ou destruíssem as provas.

“Aqui na cidade conseguimos localizar um vasto material pornográfico em mídia eletrônica durante os cumprimentos dos mandados de busca e apreensão em um imóvel, com cenas de sexo ou de cunho libidinoso envolvendo crianças e adolescentes. O dono desse material foi preso”, falou a delegada Alba Abrantes.

As consultas realizadas nos computadores e mídias apreendidas foram feitas por peritos criminais do Núcleo de Criminalística do Instituto de Polícia Cientifica da Paraíba que localizaram o material pornográfico nas mídias averiguadas, o que resultou na apreensão.

Diante disso, o morador do imóvel onde as mídias foram encontradas foi preso pela prática do crime previsto no art. 241-B, do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), que diz que é crime adquirir, possuir ou armazenar, por qualquer meio, fotografia, vídeo, registros que contenham cena de sexo explicito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente.

A pena para este tipo de crime é de 1 ano a 4 anos de reclusão e multa. O homem preso em Campina Grande durante a Operação Luz da Infância foi ouvido pela autoridade policial e está aguardando a decisão da Justiça recolhido na carceragem da Central de Polícia no bairro do Catolé.

Do PB Agora

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.