Header Ads

Mamanguape é referência na PB no tratamento de sífilis em todas as USF's

Secretário de Saúde Antônio Neto destaca a administração de penicilina na Atenção Básica

Secretário Antonio Neto (Foto: Codecom)
A Secretaria de Saúde de Mamanguape foi convidada pelo Governo do Estado, nessa sexta-feira (06), para apresentar, no Seminário de Fortalecimento do Enfrentamento da Sífilis, na cidade Queimadas, as experiências bem sucedida na administração de Penicilina Benzatina para tratamento de enfermidade.

Estiveram presentes ao I Fórum Municipal de Sífilis e Sífilis Congênita, o obstetra do Hospital Universitário de João Pessoa, Otávio Pinho, que proferiu palestra sobre a Sífilis; a responsável técnica estadual do Núcleo de IST/Aids, Joana Ramalho, que palestrou sobre Epidemiologia da Sífilis e levando a exitosa experiência do município de Mamanguape aos profissionais de Queimadas, a coordenadora de Vigilância da Secretaria de Saúde de Mamanguape, Gianeide Camargo, enfermeira  mestranda em Saúde Pública a qual palestrou sobre o uso da penicilina benzatina na Atenção Básica  do município. 

A Sífilis teve um aumento gigantesco no Brasil nesses últimos anos. É uma doença infecciosa causada pela bactéria Treponema pallidum, podendo ser transmitida por meio de relações sexuais sem preservativos, transfusão de sangue contaminado de mãe para filho (durante a gestação e o parto). Ela é quatro vezes mais frequente nas gestantes do que o vírus da Aids (HIV), conforme informações de do Ministério da Saúde. A doença ainda é um grande desafio para a saúde pública no Brasil, em virtude da sua elevada prevalência e de graves sequelas perinatais.

Seminário de Fortalecimento do Enfrentamento da Sífilis, na cidade Queimadas (Foto: Codecom)
Para o secretário da Saúde de Mamanguape, Antônio Neto, o tratamento da sífilis tão somente necessita de compreensão, conhecimento e adesão da população. Ele lembrou que a Secretaria de Saúde recentemente teve dois representantes no Congresso Internacional de HIV/AIDS em Curitiba, Gianeide Camargo coordenadora de Vigilância e o adjunto da pasta, Rafael Aires.

De acordo com o Secretário, implantar protocolos nada mais é que preconizar uma metodologia e garantias do atendimento para a população e segurança para os profissionais.

Além da construção e elaboração do protocolo na Vigilância em Saúde e Atenção Básica, a articulação com o SAMU mostrou-se uma interlocução eficiente que deu segurança e treinamento a todos os profissionais da Atenção Básica. “Lembro também que foi uma capacitação em que convidamos toda a Região de Saúde para se fazerem presentes. Os resultados já começam a aparecer, acrescentou Antônio Neto.

O Secretário disse que a penicilina benzatina é o único medicamento capaz de atravessar a barreira placentária e chegar até o feto, prevenindo assim à sífilis congênita. “O ganho disso para a população é imenso! Vamos seguir avançando, acelerando os avanços que a cidade precisa”, finalizou.

Da Codecom-Prefeitura de Mamanguape

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.