Header Ads

Maranhão fala sobre chance de Vené ir para o DEM: “Trocaria seis por meia dúzia”

Senador garantiu que não compactua com a Executiva na decisão de punir “divergentes” e reforça defesa de Veneziano

Senador Maranhão (Foto: Da Net)
Membro da Executiva Nacional do PMDB, o senador José Maranhão reforçou nesta segunda-feira (30) que não compactua com o partido na decisão de punir aqueles que divergiram da orientação do PMDB na votação da denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB), a exemplo do deputado federal Veneziano Vital do Rêgo. Punido mais uma vez pelo partido, Vené tem conversado com outras legendas, a exemplo do DEM, e deve deixar o PMDB até abril do próximo ano.

Maranhão ironiza críticas de aliado de Manoel Jr. e manda recado: “Não vou bater boca com vereador”

Questionado sobre essa movimentação e o encontro que Veneziano terá com Efraim Filho nos próximos dias, Maranhão ressaltou que o DEM integra a base aliada do governo. “Veneziano sabe perfeitamente que o PMDB da Paraíba não participa dessas decisões que por ventura podem acontecer. Com relação a Efraim, parece que o partido está na base do governo federal. Portanto, estaria trocando seis por meia dúzia”, disse Maranhão.

No último sábado (28), um colunista do Estadão revelou que um apadrinhado de Veneziano na Embratur seria demitido nesta segunda-feira em retaliação a votação do paraibano. Maranhão disse que desconhecia indicações de Veneziano no governo e ressaltou sua posição diante das represálias do partido. “Eu fui a única voz na executiva nacional que defendeu Veneziano (…) Nem sei se Vené tem cargos no governo federal, mas acho uma atitude equivocada da Executiva punir sumariamente aqueles que divergiram da votação”, disse.

Do Blog do Gordinho

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.