Header Ads

Ricardo comemora redução do número de mortes violentas no Estado

Na oportunidade, Ricardo aproveitou para anunciar o aumento do valor pago por arma apreendida na Paraíba

Ricardo Coutinho (Foto: Da Net)
O governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), comemorou os dados que apontam a Paraíba como o único Estado do país que reduziu o número de mortes violentas, em 2016, conforme estudo do Fórum Nacional de Segurança, divulgado na mídia nacional, nesta segunda-feira.

Na oportunidade, Ricardo aproveitou para anunciar o aumento do valor pago por arma apreendida na Paraíba. O governador disse que está atendendo a um pedido do secretário Cláudio Lima e que, oportunamente, anunciará o quanto será acrescido.

“Eu acho importante. Eu já tenho falado isso que há uma curva decrescente na Paraíba, não é apenas uma opinião, é baseado em dados reais e concretos que são medidos a cada dia e a cada dia eu recebo o mapa. Eu sei, por exemplo, que hoje, à meia noite, Campina Grande estava há 155 horas sem ter um homicídio. Sei que a meia noite de ontem João Pessoa estava há 72h sem ter um homicídio e sei também aonde nós estamos tendo mais homicídios e menos. A questão é que isso toma um vulto quando é divulgado por um jornal de circulação nacional, quando é reconhecido pela imprensa nacional. Mas essa é uma verdade. A Paraíba vem desde 2012, é o único estado do Brasil que diminui ano após ano o número de homicídios, em relação ao ano anterior. Isso é uma conquista enorme, mas ao mesmo tempo não me sinto confortável, porque no resto do Brasil esse índice cresce. Ser o único Estado com a queda, sinceramente, não é algo bom. O Brasil tem que ter uma política nacional e ao mesmo tempo, os dados que nós temos aqui, nós temos que rebaixá-los cada vez mais, por isso que nós criamos a gratificação por apreensão de armas, é por isso que eu vou crescer a apreensão, o valor da apreensão de armas, atendendo a uma proposta do secretário Cláudio Lima, é por isso que nós criamos o prêmio semestral por atingimento de metas, ou seja, tudo isso faz parte da política pública implantada no Estado, e graças a Deus, e ao esforço de homens e mulheres das polícias, do poder judiciário e do Ministério Público”, disse.

Do PB Agora

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.