Header Ads

Argentina barra Mike Tyson por antecedentes criminais

A situação ocorre pelo histórico criminal de Tyson nos Estados Unidos

Mike Tyson (Foto: MaisPB)
O governo da Argentina impediu que o ex-boxeador americano Mike Tyson entrasse no país por causa de seus antecedentes criminais nos Estados Unidos, depois que o Chile também rejeitou sua entrada na quinta-feira (9).

Quando a Polícia de Investigações (PDI) do Chile negou a entrada ao ex-boxeador em Santiago, Tyson, de 51 anos, tentou viajar para Buenos Aires.

As autoridades migratórias argentinas souberam que o ex-campeão mundial dos pesos pesados pretendia viajar para Buenos Aires de Santiago do Chile e fizeram contato com a companhia aérea Aerolíneas Argentinas para pedir que seu embarque não fosse permitido.

A situação ocorre pelo histórico criminal de Tyson nos Estados Unidos e em aplicação do estabelecido em um decreto assinado este ano pelo presidente argentino, Mauricio Macri.

Segundo o “Clarin”, a norma obriga que as companhias aéreas informem os dados dos passageiros à autoridade migratória da Argentina 30 minutos antes da saída do voo.

A polícia chilena afirmou que Tyson não cumpria com os requisitos da lei de estrangeiros chilena e adiantou que ele seria colocado em outro voo de volta para os Estados Unidos.

O ex-boxeador tinha chegado a Santiago para ser o anfitrião da premiação Space Awards, que escolhe os melhores filmes de ação.

Tyson cumpriu três anos de uma pena de seis na prisão norte-americana por estupro em 1992. Em 2012, a Nova Zelândia revogou um visto de entrada para Tyson após uma instituição de caridade​, que iria se beneficiar de sua visita, ​desistir do apoio por conta da condenação de estupro.

Do G1

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.