Header Ads

Com um gol em cada tempo e mais um em impedimento, Dragão surpreende o Alvinegro e faz 2 a 1 no Nilton Santos.  Glorioso vê G4 longe e perde a terceira seguida como mandante

Botafogo perdeu no Engenhão (Foto: LanceNet)
Não foi a noite do Botafogo. Com futebol irreconhecível, o Alvinegro perdeu mais uma em casa. Nesta quinta-feira, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro, o algoz do foi o Atlético-GO, que venceu por 2 a 1, com gols de Jorginho e Luiz Fernando. João Paulo descontou para o Glorioso, que ainda viu o Dragão fazer um terceiro, no início do jogo, mas o gol foi anulado. 

O resultado simboliza o terceiro revés seguido do time de Jair Ventura em casa. Nos dois últimos finais de semana, foram derrotas para Flu e Atlético-PR. O Bota mantém-se em sexto, com 51 pontos, a quatro do Cruzeiro. Já o Dragão ganha uma sobrevida, pula para 33 e ainda sonha com a fuga do Z4. 

O Botafogo começou buscando mais o ataque, mas foi o Atlético-GO quem ofereceu perigo primeiro, com o gol de Gilvan, impedido, após cobrança de falta batida por Breno Lopes e cometida por Bruno Silva. 

O gol, apesar de não valer, acordou o Atlético. A cabeçada para fora de Jorginho foi a melhor chegada. O Bota retomou o domínio do jogo. Aos 30, João Paulo deu um lindo cruzamento para Bruno Silva. O volante levou perigo, mas cabeceou para fora. 

Três minutos depois, Marcos Vinicius tentou de fora da área, mas nem assustou Klever Neste momento o, domínio já tinha voltado ao Botafogo e Arnaldo fez questão de reforçar isso, aos 35, com um bom chute. Este exigiu rebote. 

O gol do Botafogo parecia maduro neste momento, mas foi o Atlético quem tirou o zero do placar, com Jorginho, de fora da área e indefensável Apesar do tento sofrido, o momento era mesmo do Alvinegro, que empatou de maneira semelhante dois minutos depois, com João Paulo.

O segundo tempo começou com um cenário idêntico: Botafogo ditando o ritmo do jogo, como com Marcos Vinicius aos 2, de fora, e com o Atlético surpreendendo em ocasiões esporádicas. Foi o que aconteceu aos 14. Igor chutou, Gatito espalmou, Breno Lopes pegou o rebote e encontrou Luiz Fernando livre para marcar. 

Bruno Silva muito vaiado
A torcida da casa xingou e exigiu mudanças. Foram logo duas: Valencia e Tanque. Saíram Marcos Vinicius e Brenner. Pouco depois, foi a vez do Bruno Silva dar lugar a Pimpão.  Muito vaiado, o volante fez um gesto de que 'estaria indo embora' do Botafogo e causou ainda mais raiva na torcida. 

O Botafogo não se entregou com tantas adversidades e aos 28 Klever fez ótima defesa após chute de Arnaldo, da pequena área. Dois minutos depois, Valencia cruzou, mas Tanque não alcançou. Ainda houve tempo de Andrigo, do Atlético-GO, cobrar uma falta perigosa e exigir nova defesa de Gatito. 

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 1 X 2 ATLÉTICO-GO
Local: Estádio Nilton Santos (RJ)
Data-Hora: 16/11/2017 - 11h
Árbitro: Claudio Francisco Lima e Silva (SE)
Auxiliares: Cleriston Rios (SE) e Fábio Pereira (TO)
Público/renda: 8.460 pagantes/ R$132.260,00
Cartões amarelos: Luiz Fernando, Ronaldo Souza e  Andrigo e (ACG); Guilherme (BOT)
Cartões vermelhos: -
Gols: Jorginho (40'/1ºT) (0-1), João Paulo (42/1ºT) (1-1), Luiz Fernando (14/2ºT) (1-2)

BOTAFOGO: Gatito Fernández; Arnaldo, Carli, Igor Rabello e Gilson; Rodrigo Lindoso, Bruno Silva (Rodrigo Pimpão, aos 22'/2ºT) João Paulo e Marcos Vinicius (Valencia, aos 16'/2ºT); Guilherme e Brenner(Tanque, aos 16'/2ºT) Téc: Jair Ventura 

Do LanceNet

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.