Header Ads

Deputado debocha de projeto e fica surpreso ao saber que ele mesmo foi o autor; Veja vídeos

Procurado pelo jornal O Tempo, o deputado Felipe Attiê se defendeu, afirmando que o vídeo é uma montagem

Deputado Felipe Attiê (Foto: Da Net)
Circula pela internet, um vídeo em que um deputado da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) critica, sem perceber, um projeto de lei que ele mesmo apresentou. O momento pitoresco se deu durante a discussão da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da ALMG. O deputado estadual Felipe Attiê (PTB) ironizou o Projeto de Lei 3.697, de 2016, que institui o Dia Estadual do Coach. “Coach?? Esses deputados. É brincadeira, viu”, disse.

Entretanto, logo após, o presidente da comissão anunciou o próprio deputado Felipe Attiê como autor da proposta. Ele deixou escapar um "que?".

Procurado pelo jornal O Tempo, o deputado Felipe Attiê se defendeu, afirmando que o vídeo é uma montagem:

“Falava do projeto anterior. O meu [projeto] do Coach vinha depois e era uma homenagem que estava sumida há dois anos. Não estava falando com o presidente da comissão e sim com o deputado no plenário. O som saiu e, em seguida, era meu projeto. Aí fizeram a montagem como se fosse contra”.

Sobre qual projeto ele estaria se referindo antes, o político disse:

“Nem lembro, tinha metido o pau nos sem terra”.

No entanto, ao analisar o vídeo na íntegra da reunião ocorrida no dia 8 de novembro de 2017, diretamente no canal oficial da Assembleia de Minas Gerais no YouTube (sem cortes), podemos ver que aos 4 minutos de vídeo o deputado ri e ironiza o projeto que ele mesmo propôs.

O vídeo completo foi gravado durante reunião da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) no dia 8 de novembro de 2017.

Logo após a sua gafe, Attiê se levanta assustado e caminha em direção ao presidente da mesa, o deputado Leonídio Bouças, que pede 3 minutos de intervalo.

O deputado parece ter faltado com a verdade quanto ao fato do projeto anterior se tratar dos sem terra, visto que o projeto anterior era sobre a instituição do Dia do Evangélico, como podemos ver diretamente no site da Assembleia Legislativa de Minas Gerais.

Não houve nenhum assunto relacionado com os sem terra na ordem do dia na Assembleia. Portanto, se o nobre deputado está falando a verdade (e “metendo o pau nos sem terra”), ele estava tratando de um assunto alheio à pauta do dia, coisa que ele não deveria estar fazendo em seu horário de trabalho.

Veja vídeos



Do ParlamentoPB

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.