Header Ads

Fluminense acorda, vira, vence o Botafogo e ganha alívio no Brasileiro

Tricolor teve início de clássico sonolento, mas reagiu e superou o Glorioso. Time de Jair pode perder a sexta posição, enquanto Abel Braga e companhia escapam mais ainda do Z4

Flu vence clássico no Engenhão (Foto: LanceNet)
Esporádicos momentos de emoção marcaram o clássico deste sábado à noite, entre Botafogo e Fluminense. No fim das contas, o Tricolor demorou a acordar, mas reagiu, virou e venceu por 2 a 1. Marcos Júnior e Matheus Alessandro garantiram o triunfo. Marcos Vinícius abriu o placar no Nilton Santos. O resultado alivia o tricolor para a sequência, e trava o Alvinegro em sexto.

A verdade é que os comandados de Abel Braga só acordaram para o jogo depois do primeiro minuto. Tarde demais. Na saída de bola, 13 segundos foram suficientes para Bruno Silva tabelar com Brenner e fazer Diego Cavalieri trabalhar.

A defesa, naquele momento, não acendeu o alerta. Antes da primeira volta no ponteiro, Rodrigo Pimpão interceptou passe de de Renato Chaves, arrancou pela esquerda e cruzou rasteiro para Marcos Vinícius escorar. Aberto o placar.

O Botafogo foi soberano nos primeiros 20 minutos. Brenner e Matheus Fernandes poderiam ter ampliado. Só na reta final da primeira etapa é que Gustavo Scarpa e companhia começaram a ameaçar. As melhores chances foram exatamente a partir da canhota do camisa 10. Mas nada contundente.

No início do segundo tempo, sim, o Fluminense acordou mais cedo. De novo com Scarpa, o chute de longe surpreendeu Gatito Fernández. O Glorioso tentava utilizar a experiência para brecar o ânimo novo do rival, e parecia ter conseguido. Até que dois ataques acenderam o time de Abel Braga de vez. E aos 16 o artilheiro Henrique Dourado foi garçom. Serviu a Marcos Júnior, que fuzilou e empatou o clássico.

Jair Ventura havia acabado de promover uma mudança tática com a entrada de Gilson no lugar de Marcos Vinícius, e o Glorioso demorou a se reencontrar após o gol sofrido.

Sem um articulador central, o passe para deixar os atacantes alvinegros em boas condições viravam erros. O Fluminense aproveitou e passou a ter mais posse de bola. Também faltava inspiração no famoso “último terço” do lado tricolor do duelo Vovô.

Com falhas de parte a parte, foi um erro de passe no ataque botafoguense que resultou em contra-ataque fatal do Fluminense. Scarpa – sempre ele – deixou Matheus Alessandro sozinho. Gatito não conseguiu defender o chute. Importante vitória do Tricolor.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 2 X 1 FLUMINENSE

Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Data-Hora: 04/11/2017 - 19h
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (SP)
Auxiliares: Danilo Ricardo Simon Manis (SP) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP)
Público/renda: 9.816 pagantes/ R$284.150,00
Cartões amarelos: Arnaldo, Victor Luís e Gilson (BOT); Sornoza, Gustavo Scarpa e Marcos Júnior (FLU)
Cartões vermelhos: -
Gols: Marcos Vinícius (1'/1ºT), Marcos Júnior (16'/2ºT) e Matheus Alessandro (42'/2ºT)

BOTAFOGO: Gatito Fernández, Arnaldo, Carli, Igor Rabello e Victor Luís; Rodrigo Lindoso, Bruno Silva, Matheus Fernandes e Marcos Vinícius (Gilson, 13'/2ºT); Rodrigo Pimpão (Guilherme, 21'/2ºT) e Brenner (Vinícius Tanque (28'/2/ºT) - Técnico: Jair Ventura.

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Mateus Norton, Renato Chaves, Henrique e Marlon; Richard (Matheus Alessandro, 35'/2ºT), Douglas, Sornoza (Wendel, 24'/2ºT) e Gustavo Scarpa; Marcos Júnior (Wellington Silva, 28'/2ºT) e Henrique Dourado - Técnico: Abel Braga.

Do LanceNet

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.