Header Ads

Gervásio diz que decisão do TJ sobre a LOA foi equivocada e que "tudo tem limite"

Em sua decisão sobre a LOA, disse ainda o parlamentar, o Tribunal de Justiça não levou em consideração o histórico dos parlamentares

Gervásio fala da tribuna (Foto: Da Net)
"Tudo tem Limite". Foi o que declarou nesta quarta-feira (22) o presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), deputado Gervásio Maia, ao comentar a decisão do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB) sobre a Lei de Diretrizes Orçamentária (LOA).

Em pronunciamento na tribuna da Casa, Gervásio lamentou a decisão do TJPB em interromper a tramitação da LOA. Segundo o presidente, não havia necessidade disso.

"A Assembleia não cometeu nenhuma ilegalidade regimental. A Assembleia cumpriu e vem cumprindo rigorosamente com o nosso Regimento, então, foi uma decisão que ultrapassou, na minha opinião e na opinião de muitos, os limites daquilo que seria necessário para discutir judicialmente. Que se discutisse, mas que se permitisse o trâmite da LOA na Casa. Garanto que nós não iríamos votar a LOA antes do bom debate. Mas, infelizmente, a condução foi muito equivocada por parte do Poder Judiciário. Não precisava disso", afirmou.

Em sua decisão sobre a LOA, disse ainda o parlamentar, o Tribunal de Justiça não levou em consideração o histórico dos parlamentares. "Um histórico de debate, de interação, de diálogo", ressaltou.

Foi assim, lembrou Gervásio, quando os deputados votaram a LDO. "Nós estávamos com a LDO sendo votada no plenário, de repente me chega a notícia de que o presidente do Tribunal de Justiça estava no gabinete da presidência, a defensora geral,  o presidente do Tribunal de Contas, o procurador geral de Justiça do Ministério Público.E o que foi que nós fizemos? Interrompemos a votação da LDO, ampliamos para o dia seguinte o diálogo para só aí, cessada todas as tentativas de diálogo, de construção daquilo que se pretendia, aí sim, nós colocamos em votação", disse.

O presidente da Assembleia concluiu sua fala sobre a discussão da LOA no TJ afirmando que continuará garantindo e preservando a harmonia entre os Poderes. "Vamos continuar garantindo o bom debate. Tem que ser assim e é assim que nós vamos conduzindo", frisou.

Do ParlamentoPB

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.