Header Ads

Julgamento de Berg é adiado e defesa acredita que prefeito afastado será solto

Advogado pediu o adiamento por alegar que, como entrou no caso há pouco tempo, ainda precisava se inteirar de detalhes do processo

Berg Lima (Foto: Da Net)
O julgamento da notícia crime protocolada contra o prefeito afastado de Bayeux, Berg Lima, que deveria ser julgado nesta quarta-feira (1º), no Tribunal de Justiça da Paraíba, foi adiado. O advogado de Berg, Raoni Vita, pediu o adiamento por alegar que, como entrou no caso há pouco tempo, ainda precisava se inteirar de detalhes do processo.

"O processo corre em segredo de justiça. Como nós não estávamos habilitados nesse processo até ontem, requeremos ingresso, houve pedido de renúncia do advogado anterior, nós estávamos habilitados em outro processo. Vamos nos inteirar das questões postas para aí sim nos prepararmos para o julgamento, inclusive fazer novos requerimentos. Vamos ver se precisaremos adicionar novos elementos, vamos estudar se o fato novo deverá ser trazido para esse processo", alegou Raoni Vita.

O advogado disse confiar que em breve o prefeito afastado estará solto. "Temos confiança plena que qualquer órgão que julgar primeiro (STJ ou TJPB) determinará sua soltura. Berg se sente traído, desde o início ele nos dizia e os processos diziam que houve uma grande armação", declarou.

Raoni não quis entrar no mérito do julgamento na Câmara de Vereadores que aprovou a abertura de processo de cassação. "A Câmara agiu com a prudência que se esperava. Confiamos no discernimento da Câmara, o caso é gravíssimo, demonstra a conspiração que havia para tirá-lo (Berg) do poder e o tirou também do convívio social", disse.

Do Portal Correio

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.