Header Ads

Peru vence a Nova Zelândia e está de volta à Copa após 38 anos

Maior ídolo da torcida, Paolo Guerrero, suspenso por doping, não pôde atuar

Jogadores do Peru comemoram classificação para a Copa da Rússia (Foto: Da Net)
O Peru está de volta à Copa do Mundo após 38 anos. Em uma partida emocionante em Lima, na madrugada desta quarta para quinta-feira, os peruanos venceram a Nova Zelândia por 2 a 0, pelo segundo jogo da repescagem das Eliminatórias para o Mundial da Rússia, e garantiram sua classificação na última vaga do torneio.

Horas antes da partida, a emoção já tomava conta dos presentes no Estádio Nacional de Lima. Sem disputar uma Copa do Mundo desde 1982, a torcida compareceu em peso e alguns já se comoveram antes de a bola rolar, com a chegada da bandeira do país, trazida por um helicóptero.

Maior ídolo da torcida, Paolo Guerrero, suspenso por doping, não pôde atuar, mas foi um dos personagens do confronto. Além de seu nome estar estampado em diversas camisas nas arquibancadas, o camisa 9 também figurou no uniforme de aquecimento de todos as atletas, que homenagearam o jogador com uma imagem do companheiro e os dizeres "Força, Paolo!".

Em campo, Ruídiaz foi o escolhido pelo técnico argentino Ricardo Gareca para substituir Guerrero, mas foi com Advíncula que o Peru quase abriu o placar, logo aos dois minutos. Em uma amostra do bombardeio que seria a partida, o camisa 17 arriscou de fora da área a acertou o travessão de Marinovic.

Após o primeiro lance de perigo, a Nova Zelândia repetiu o feito na partida na Oceania e se fechou em seu campo. Na metade da primeira etapa, os neozelandeses chegaram a ter 10 atletas dentro de sua área em um ataque dos mandantes.

Assim, o Peru precisou de uma jogada individual para conseguir furar o bloqueio e inaugurar o marcador. Aos 27 minutos, o são-paulino Cueva recebeu lançamento pela esquerda, fez boa jogada individual e, entre três marcadores, rolou para Farfán dentro da área. O camisa 10 dominou e chutou muito forte, no alto, para abrir o placar.

Na comemoração, Farfán, amigo de Guerrero desde a juventude, pegou uma camisa do centroavante e celebrou com os companheiros. Depois, sozinho, caiu no gramado e chorou muito com o uniforme do camisa 9.

Antes do intervalo, na marca dos 40 minutos, a Nova Zelândia chegou a assustar em um cabeceio de Reid, enquanto Trauco e Farfán quase marcaram para o Peru, mas Marinovic fez uma incrível sequência de defesas.

Toda a pressão peruana no primeiro tempo se tornou apreensão na segunda etapa. Precisando de um tento e com a vantagem em caso de empate com gols, a Nova Zelândia se lançou ao ataque.

Com apenas quatro minutos, Gallese impediu a igualdade no placar. Após boa jogada de Colvey, Wood recebeu cruzamento na área e cabeceou firme para o gol, mas o goleiro peruano fez uma defesa espetacular.

O alívio, porém, saiu aos 19 minutos. Após a cobrança do escanteio, Farfán desviou e a bola ficou viva na área, sem que a zaga da Nova Zelândia conseguisse cortar. Na sobra, o zagueiro Christian Ramos apareceu livre e soltou uma bomba para estufar as redes e definir a classificação.

Assim, a relação de 32 equipes classificadas para a Copa do Mundo do próximo ano está totalmente preenchida. Após longas eliminatórias, todos os participantes do Mundial foram definidos, assim como os potes do sorteio do dia 1º de dezembro. Serão cinco participantes da América do Sul, 14 da Europa, cinco da Ásia, cinco da África e três das Américas Central e do Norte.

Do Terra

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.