Header Ads

Presidente do PT-PB quer veto ao PMDB na chapa do PSB: "São do século passado"

Em seis estados, contudo, o PT e PMDB já negociam alianças para a disputa eleitoral do ano que vem

O presidente do PT da Paraíba, Jackson Macedo, disse hoje que seu partido não aceita participar de uma chapa na qual esteja o PMDB. O recado foi direcionado ao PSB de Ricardo Coutinho que tem se aproximado do senador José Maranhão e sinalizado, com isso, a possibilidade de reeditar uma aliança política para 2018.

Presidente estadual do PT (Foto: Da Net)
"Na Paraíba, não tem possibilidade nenhuma de aliança com o PMDB porque o partido apoiou o golpe contra Dilma Rousseff. Não vamos participar de nenhuma composição com o PMDB paraibano que tem figuras do século passado ainda comandando o partido. Tem figuras que são ex-comerciantes e empresários riquíssimos que ficaram afastados e voltaram à política graças a uma suplência e querem os votos dos paraibanos. Temos que levar em consideração o que a sigla representa e o atraso gerado pelo PMDB para a Paraíba", disse Jackson.

Em seis estados, contudo, o PT e PMDB já negociam alianças para a disputa eleitoral do ano que vem. São eles Alagoas, Ceará, Minas Gerais, Paraná, Piauí e Sergipe; em Minas Gerais, se Dilma conseguir a vaga para disputar o Senado, o PMDB pode integrar a sua chapa; a explicação para essa aparente contradição de princípios é, acima de tudo, pragmática; em especial no Nordeste, onde Lula chega a ter mais de 50% segundo as pesquisas de intenção de voto, a aliança interessa aos dois lados: para o petista, ter candidatos fortes pode impulsionar ainda mais suas possibilidades; para os ex-golpistas, ir contra um político tão popular pode complicar as eleições.

Do ParlamentoPB

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.