Header Ads

Vereador pede distribuição de sopa com os recicladores e catadores do lixão em GBA

Wilson Filho quer melhorar as condições de trabalho de quem vive do que "cata" no lixão da cidade

Vereador Wilsinho (Foto: Fato a Fato)
A Câmara Municipal aprovou requerimento, de autoria do vereador Wilson de Oliveira Gomes Filho (Wilsinho - PR), solicitando do prefeito Zenóbio Toscano (PSDB) a inclusão dos recicladores de lixo, sobretudo os que trabalham no lixão de Guarabira, no programa "Nossa Ceia", mais conhecido por Sopão Comunitário. 

Ao justificar a apresentação de seu requerimento, o vereador Wilsinho destacou o seguinte: " Seria importante a Prefeitura de Guarabira, através da Secretaria de Ação Social, fazer um trabalho diferenciado de orientação com o pessoal que recicla no lixão da cidade, inclusive implantando também a distribuição de sopão diário, amenizando o sofrimento daquelas pessoas até a resolução definitiva do problema".

Adiante, o parlamentar mirim e atual presidente do PR municipal, disse: "Sabemos que o gestor luta para implantar o aterro sanitário, mas enquanto não se resolve tal problema, seria vital a administração municipal cuidar melhor daquelas pessoas, sobretudo por que elas sobrevivem do que catam naquele lixão".

Nossa Ceia - O programa, criado e mantido por 08 anos durante a administração da ex-prefeita Fátima Paulino (PMDB), distribui sopa com as comunidades carentes da cidade. Como a atual gestão manteve o benefício, o vereador Wilsinho quer que o alimento também seja distribuído com o pessoal que trabalha com materiais recicláveis no lixão, sobretudo os mais carentes.

Outros pleitos - De autoria do vereador Wilson Filho, a Câmara Municipal também aprovou a destinação das atividades da Secretaria de Cultura do município para o conjunto residencial Nossa Senhora Aparecida e a doação de material esportivo (bola, terno de camisa, meiões, calções, chuteiras e redes de futebol) destinado aos times de futebol de campo da localidade de Tananduba, zona rural de Guarabira.

Da Redação/Fato a Fato

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.