Header Ads

Justiça condena Rosilene Gomes por furto; defesa diz que vai recorrer

A denúncia de furto foi feita pela Junta Administrativa da FPF em 2014

Rosilene Gomes (Foto: Da Net)
O juiz Geraldo Porto, da 7ª Vara Criminal, decidiu condenar a ex-presidente da Federação Paraibana de Futebol Rosilene Gomes a 5 anos e 4 meses de prisão no regime semiaberto pelo crime de furto duplamente qualificado. A decisão foi publicada no dia 11 de janeiro.

A denúncia de furto foi feita pela Junta Administrativa da FPF em 2014 e acusava Rosilene de desviar um kit enviado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) à FPF, contendo 355 itens da Seleção Brasileira para a Federação, avaliado em R$ 15 mil. Ela teria contado com a ajuda de dois funcionários e de um presidente de sindicado.

De acordo com o advogado de defesa, Gilvan Freire, a sentença foi recebida com surpresa, ele ainda negou o envolvimento de Rosilene no possível desvio e declarou que vai recorrer da decisão da Justiça.

Do PB Agora

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.