Header Ads

Vereador de oposição acusa PMG de privatizar Festa da Luz

Desde que anunciou a "front stage" o prefeito vem recebendo críticas de boa parte da população

Local da Festa da Luz (Foto: Da Net)
O vereador Renato Meireles (PSB) usou os perfis nas redes sociais para se posicionar contrário a criação de uma área vip (frontstage) na tradicional Festa da Luz, realizada em Guarabira, no Agreste paraibano. Para o parlamentar, não se pode privatizar algo que é custeado com dinheiro público.

“Não podemos encarar com normalidade a decisão arbitrária do atual prefeito de Guarabira de se criar uma área paga na frente do palco da Festa da Luz, para que aqueles que tenham dinheiro fiquem na frente e os que não tem condições financeiras fiquem lá atrás sem acesso de visualizar os artistas. Além disso, a festa é tradição popular e cujo espaço foi construído com dinheiro público”, salientou o vereador.

Renato ainda lembrou que o camarote já é uma área privada e que se destina a empresários e pessoas interessadas, mas criar uma nova área é uma medida discriminatória.

“O prefeito dizia que o pavilhão era privatizar a Festa da Luz e privilegiar os ricos e agora o própria cria uma área paga na frente do palco. Não podemos deixar criar uma segregação socioespacial, ocasionando uma separação por grupos sociais de classes econômicas diferentes, em uma festa pública. Com essa decisão, corremos o risco de ter a nossa festa da padroeira privatizada”, destacou Renato.

Desde que anunciou a novidade o prefeito de Guarabira vem recebendo críticas de boa parte da população, principalmente dos que possuem pouca condição financeira e esperam o ano inteiro para assistir os grandes artistas que se apresentam na Festa da Luz, que acontece no Parque do Poeta, de 29 de janeiro a 1º de fevereiro. Sendo a única grande festa realizada pelo poder público municipal.

Da Assessoria

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.