Header Ads

Deputado Raniery Paulino quer explicação para reajuste no gás natural na Paraíba

Parlamentar apresentou requerimento na ALPB convocando o diretor-presidente da PBGás

Deputado Raniery Paulino (Foto: Assessoria)
O deputado estadual Raniery Paulinho (MDB) apresentou, na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), requerimento propondo a convocação do diretor-presidente da PBGás , George Ventura Morais, para expor sobre os fundamentos do reajustes do serviço público de distribuição de gás canalizado no Estado da Paraíba.

Para o deputado Raniery, a população paraibana foi mais uma vez surpreendida com o aumento de tarifas divulgado pelo Governo do Estado. Desta feita, trata-se do reajuste do gás canalizado, cujo argumento é o de repassar para o consumidor o aumento do custo, em vigor desde 1º de fevereiro de 2018.

De acordo com o parlamentar, o que mais preocupa é o critério do repasse do custo do gás pela Supridora, combinando com aplicação de reajuste de margem autorizada pela Agência de Regulação (ARPB), em face do impacto provocado em setores que prejudicam justamente baixar custos nos repasses de aumento aplicados em preços que já tem a incidência de tributos.

Segundo a Ata da PBGás, número 001/2018, de 16 de janeiro de 2018, o reajuste médio proposto foi de 6,55%, sendo próximo de 7% nos segmentos automotivo GNV,  industrial, comercial e no segmento residencial, dentre outros segmentos majorados.

Para o deputado, é importante registrar que no vizinho estado Pernambuco o reajuste aplicado pela a ARPE e Copergás no preço do gás natural canalizado foi de 1,09%, em vigor desde 31 de janeiro de 2018.

“Esse tema merece a atenção da Assembleia Legislativa em virtude da alteração que provoca no cotidiano das famílias paraibanas. Trata-se de situação preocupante especialmente pelo reajuste de 1,81% aplicado sobre o salário mínimo de 2018, a conjuntura é grave”, afirmou Raniery.

Requerimento apresentado pelo deputado


Da Assessoria de Imprensa

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.