Header Ads

Nonato prefere Cristovam Buarque a Huck como pré-candidato do PPS

Presidente da legenda na Paraíba ainda apontou que o PPS pode optar por outro caminho, desde que seja benéfico para o país

Nonato Bandeira (Foto: Da Net)
Após a abertura que o PPS nacional deu para a filiação de Luciano Huck para disputar a Presidência da República, o presidente estadual do partido Nonato Bandeira comentou sobre a possibilidade dessa adesão à legenda e se seria uma boa opção para as eleições presidenciais deste ano. Em entrevista ao Blog do Gordinho, neste domingo (11), ele afirmou que não tem nada contra o nome de Huck, mas que precisava conhecer os ideais por trás dele.

“Eu preciso conhecer as ideias de Luciano Huck, mas desde já adianto que não tenho nenhuma ressalva pelo fato de ele não ser da política e sim um empresário e apresentador de televisão. Pelo que já li sobre ele, trata-se de um cara que ajuda as pessoas carentes, formado em jornalismo e direito pela USP e até agora também não vi nada que o desabone em sua trajetória profissional. A gente tem que lembrar sempre que foram os políticos profissionais que nos levaram a essa crise ética, moral, política e econômica. Empresários e trabalhadores sérios foram vítimas do que a classe política produziu de ruim nos últimos anos”, declarou.

Porém, ele indicou outro nome, que já faz parte do PPS, para a disputa nacional. “Mas acho que o partido também tem em seus quadros um grande nome que é o do senador Cristovam Buarque, que tem experiência, vida limpa e propostas claras para o Brasil, sobretudo no que do respeito a Educação”, disse.

Nonato ainda apontou que o PPS pode optar por outro caminho, desde que seja benéfico para o país. “Quanto ao nome do candidato acho que ele pode ser do partido ou de uma frente de forças políticas que tenham o compromisso com este conjunto de ações, sempre preservando a democracia e combatendo o populismo, o preconceito e o extremismo”, defendeu.

“O que eu acho importante nesse momento difícil que o Brasil atravessa é o PPS apresentar um conjunto de propostas que possa ajudar o país a sair da crise, com investimentos estruturais que possam gerar desenvolvimento, emprego e renda. Precisamos reduzir a pesada carga tributária e estabelecer um novo pacto federativo no país. Preservar os programas sociais, mas que tenham como meta a cidadania e não apenas o consumo desenfreado. E investir maciçamente em educação”, refletiu Nonato.

Do Blog do Gordinho

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.