Header Ads

OPINIÃO! Ikeda critica quem não foi pegar carteirinhas dos ônibus universitários em GBA

TÍTULO! Universitário que não portar 'credencial estudantil' não terá acesso ao transporte da PMG. Vamos pensar nisso, pessoal!

Joseilton Gomes-Ikeda (Foto: Da Net)
Quem acompanha as postagens do Caderno de Matérias sabe que este blog foi um dos primeiros a publicar e reconhecer a importância do projeto de transporte universitário, ampliado pela gestão do prefeito Zenóbio Toscano (PSDB) em Guarabira (PB). Essa assistência universitária é, portanto, de fundamental importância para o município: por dar resultados de médio e, principalmente, longo prazo; e pela ‘ampliação ao conhecimento científico’. Justifico: antes o universitário guarabirense, em sua maioria, tinha um campo de conhecimento científico limitado. Agora – com incentivo da Prefeitura de Guarabira -, o estudante tem mais opções de curso nos campi fora da cidade.

No sábado (24) houve a entrega das carteirinhas que dão acesso ao transporte universitário fretado pela PMG. O prefeito Zenóbio estava com a lista de chamada, entregando o documento estudantil. Foi no Ciec, pela manhã e parte da tarde. Alguns estudantes, no entanto, por algum motivo, não receberam o documento, mas não foram prejudicados – a Secretaria de Educação fez por onde garantir o transporte por meio de autorização especial até a regularização cadastral. Contudo, eu vi: há mais de 250 carteirinhas impressas que os estudantes ainda não foram nem mandaram buscar no Ciec – já que um parente ou amigo também pode pegar a ‘identidade’.

Eu avalio que é injustificável, na maioria dos casos, que mais de 250 universitários não tenham tido o interesse em pegar essa credencial: sem ela, o estudante não tem acesso ao referido transporte. E é justo! Além de garantir o necessário controle e segurança por parte dos que fazem a Educação no município, a carteirinha também evita que alguém se utilize dos ônibus fretados pela gestão para pegar ‘carona’, superlotando os veículos como já ocorreu, conforme relato do secretário de Educação de Guarabira Raimundo Macedo, em conversa com a editoria do blog na manhã de terça-feira.

Essa mesma explicação - com outras palavras, claro! - e os informes sobre cadastramento, regularização de situação e afins vêm sendo divulgados dentro de um prazo estabelecido, pelo próprio professor Raimundo, através da imprensa local, redes sociais e grupo de WhatsApp, por exemplo. É fundamental, então, que os estudantes que não queiram ser prejudicados pela ausência nas aulas, não viajando pela recorrente falta de regularização junto a Secretaria de Educação de Guarabira, atentem para essa chamada e possam ir ou mandar alguém, com os devidos comprovantes de cadastro, receber o documento no Ciec. Quem não for, de fato, não terá acesso ao transporte.

É lamentável que, de forma recorrente, essa discussão medíocre tenha ido parar na tribuna da Câmara de Vereadores de Guarabira: na sessão de terça os vereadores exploraram o assunto - alguns aproveitaram para fazer politicagem com o assunto, quando há temas mais relevantes para debater.

Eu, realmente, não vejo a necessidade de o próprio prefeito ZT entregar o documento em pleno final de semana como ocorreu no sábado - talvez para fazer ‘média’ para o seu governo. Porém, entendo o lado político e a legalidade da mídia institucional... 

Bom seria se a gestão municipal e os próprios estudantes universitários de Guarabira que fazem uso do transporte estivessem mais alinhados entre si em relação à comunicação, compromisso e responsabilidade, ciente de seus direitos e deveres, evitando desordem e transtorno. Vamos pensar nisso, pessoal!

Por Joseilton Gomes - Ikeda (jornalista, editor do Caderno de Matérias)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.