Header Ads

Ricardo Coutinho anuncia que permanece no Governo do Estado

A decisão de Ricardo contraria a expectativa da oposição, que acreditava na candidatura do socialista ao Senado

Sexta-feira, dia 06 de abril. Esse é o dia do fico do governador Ricardo Coutinho (PSB), que, durante coletiva na manhã de hoje, confirmou sua permanência no Governo da Paraíba até o final do mandato, em dezembro de 2018, em um gesto de abnegação que poucos políticos teriam coragem de exercer.

Governador Ricardo Coutinho diz que fica no Governo (Foto: PB Agora)


“O que eu posso dizer pela Paraíba é que minha melhor representação é permanecer no Governo”, anunciou, ao confirmar sua permanência à frente das rédeas da administração estadual.

A decisão de Ricardo contraria a expectativa da oposição, que acreditava na candidatura do socialista ao Senado e frustra a ascensão da vice-governadora, Lígia Feliciano (PDT) que poderia assumir o Governo, com a saída do gestor.

"Tenho consciência do meu peso nas eleições. A ninguém se daria o direito de achar que a Paraíba teria um novo governo", ressaltou.

Com isso a candidatura do secretário João Azevêdo (PSB) ao Governo da Paraíba ganha um grande fôlego, já que terá como principal cabo eleitoral o governador da Paraíba.

Outro fator que corrobora para impulsionar o projeto é o fato de, tanto Ricardo quanto João terem cumprido com todas as declarações feitas sobre o futuro político – de que João seria candidato e de que Ricardo seria mantido no cargo até dezembro de 2018, fato que se concretiza.

Desde junho do ano passado o governador havia anunciado a decisão de permanecer no Governo à vice-governadora. Ele considera que a sua permanência até o fim do mandato é imprescindível para que a Paraíba continue com o ritmo de obras e projetos imposto desde o início de seu governo, em janeiro de 2011.

“O que está em jogo é o projeto. Eu não iria arriscar”, emendou.

Na coletiva, ao lado do governador, o deputado federal Veneziano Vital (sem partido) marcou presença. Ele deve ser oficializado o candidato a Senador de Ricardo Coutinho nestas eleições.

Ainda durante a coletiva, Ricardo ressaltou sua irrestrita solidariedade ao ex-presidente Lula (PT), alvo de um mandado de prisão expedido pelo juiz Sérgio Moro e lamentou o tiro sofrido por uma integrante do MST, por um motorista que furou o bloqueio, na Paraíba.

PISTAS FALSAS?

Ricardo Coutinho, como bom político, fez o jogo que julgou certo e acabou enganando a todos, inclusive a oposição, com vários sinais falsos, dando a entender que iria deixar o mandato para disputar o Senado Federal.

Foram ausências de saudações no programa Fala Governador, dando a entender que não estaria governador na próxima segunda-feira (09).

Foi uma avalanche de inaugurações e solenidades esta semana, como se também desse a entender que estava correndo contra o tempo, inclusive com a inauguração do maior Hospital Metropolitano, o Dom José Maria Pires.

E, para arrematar, o flagra feito pela imprensa de um caminhão de mudança deixando a Granja, na tarde de ontem, quinta-feira (05).

Mesmo sabendo que teria um mandato praticamente garantido ao Senado Federal pelo reconhecimento da população em prol dos serviços prestados ao Estado nesses quase oito anos de governo, Ricardo optou pela coerência e desprendimento de cargos, se consagrando um político diferenciado.

A partir de janeiro de 2019, Ricardo Coutinho fica sem mandato algum, todavia, hoje já se configura como o nome mais forte para a disputa pela prefeitura de João Pessoa, no pleito de 2020.

Do PB Agora

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.