Header Ads

Paulino não vê garantias de Lira na chapa Lucélio e diz: "MDB pode recebê-lo de volta"

Vice-presidente estadual do MDB foi o entrevistado da jornalista Michele Marques, na Tv Mídia

Ex-governador Roberto Paulino (Foto: Reprodução TV Mídia)
O ex-governador Roberto Paulino, em entrevista à Tv Mídia, disse que teme pela a permanência de Raimundo Lira como pré-candidato a reeleição no grupo de Cássio Cunha Lima (PSDB), principalmente depois das declarações da vereadora pessoense Eliza Virgínia (PP), dizendo que o senador (ex-MDB) poderia ser “rifado” da chapa de Lucélio Cartaxo (PV).

- Se a vereadora, filiada ao PP e pertencente ao grupo do prefeito Luciano Cartaxo (PV) deu aquelas declarações, é por que alguém, do alto escalão a que ela faz parte, pode ter “buzinado” ao seu ouvido e dado ordem para a mesma emitir tal opinião a respeito do senador Lira – afirmou Paulino.

Segundo o vice-presidente estadual do MDB, o PP, mesmo partido de Eliza Virgínia, tem interesse na vaga de senador do grupo de Cássio Cunha Lima e também trabalha para uma possível aliança com José Maranhão, portanto, as declarações da vereadora pessoense podem ter sentido.

Roberto Paulino é entrevistado  no 'Notícias da Tarde' com Michele Marques (Foto: Reprodução Tv Mídia)
Prevendo uma possível substituição de Raimundo Lira na chapa encabeçada por Lucélio Cartaxo, o ex-governador Roberto Paulino disse que, caso isso venha acontecer, o MDB o receberá de volta com todas as honras. “Teremos o prazer em tê-lo de volta. Não como general como era antes em nosso partido. Agora ele virá como soldado”, disse RP. 

- Se ele estivesse conosco, não estaria enfrentando tudo isso. Estou pressentindo que querem tirá-lo da chapa, sobretudo depois que Eliza Virgínia, pré-candidata a deputada federal pelo PP, declarou que Lira pode ter o nome “rifado” da majoritária do grupo de Cássio Cunha Lima (PSDB) – disse Paulino.

O ex-governador foi o entrevistado do programa Notícias da Tarde (Tv Mídia), apresentado pela jornalista Michele Marques, na sexta-feira, dia 11 de maio.

Da Redação/Fato a Fato

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.