Header Ads

PSC descarta mudar de candidatura com ascensão de Marcondes à Câmara

A tese de candidatura avulsa ao Senado, conforme Bosquinho, por enquanto está descartada

Cúpula do PSC (Foto: Da Net)
Não haverá mudanças nos planos do PSC no que diz respeito a disputa proporcional pela Câmara Federal nas eleições deste ano por conta da ascensão do deputado Marcondes Gadelha (PSC) à titularidade do cargo. A afirmação foi dada hoje pelo vereador de João Pessoa, Bosquinho, um dos filiados da sigla na Paraíba.

Segundo ele, o projeto do partido é eleger o filho de Marcondes, o ex-deputado Léo Gadelha (PSC), para o posto e essa decisão já foi afirmada e ratificada.

“Nosso partido ganhou representatividade, é apenas o final do mantado. Nós não queríamos que fosse dessa forma como foi. Mas nosso partido tem a candidatura do deputado federal Léo Gadelha que virá a representar a Paraíba, como sempre, muito bem”, disse.

Sobre o apoio para sucessão estadual, o partido segue indefinido entre qual segmento seguir no campo da oposição. Tanto a sigla pode marchar ao lado de Lucélio Cartaxo (PV), quanto ao lado de Zé Maranhão (MDB), mas isso dependerá do espaço que a sigla poderá conquistar na majoritária. Bosquinho lembrou que o partido, pelo seu tamanho, trabalha para lançar uma candidatura ao Senado Federal, tendo, inclusive, já o nome que representará a sigla – é o do vice-prefeito de João Pessoa, Manoel Júnior (PSC).

“O partido tem se posicionado de forma oficial com a manutenção no campo das oposições. Isso não muda. Apenas agora com a chegada do vice-prefeito Manoel Júnior na tentativa de um espaço na chapa majoritária. Nós temos três candidatos até agora no páreo, que é Cássio, Lira e Veneziano, todos filhos de Campina Grande e Júnior mostra que João Pessoa precisa ter o seu espaço na majoritária”, ressaltou.

A tese de candidatura avulsa ao Senado, conforme Bosquinho, por enquanto está descartada.

“É complicado candidatura avulsa – o tema será debatido. Não temos essa decisão. Vamos aguardar”, finalizou.

Do PB Agora com informações de Vanessa de Melo

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.