Header Ads

Cássio começa migrar bases para candidatura de Maranhão; Leia artigo

Bruno, é outro Cunha Lima que assumiu um partido, o SD, e ignorou o nome de Lucélio e também conversa com Maranhão

Cássio e Maranhão (Foto: Da Net)
Gato escaldado tem medo de água fria. Em meio a intrigas, desconfianças, e especulações sobre nova desistência de candidatura na base da oposição, o senador Cássio Cunha Lima (PSDB), já iniciou claramente, uma migração de sua base aliada. Depois que o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV) desistiu de disputar o governo do Estado, deixando a postulação do tucano à reeleição órfã de um bom suporte na Capital, Cássio não quer ser pego de surpresa com uma possível segunda desistência do clã cartaxista, desta vez com a retirada da candidatura de Lucélio Cartaxo (PV).

Pensando nisso, Cássio começou a migrar parte de sua base aliada para a outra candidatura de oposição, a do senador José Maranhão (MDB), como se guardasse o lugar.

O PSC, partido umbilicalmente ligado ao PSDB descartou de imediato apoio a Lucélio e está praticamente fechado com Maranhão, faltando apenas o anúncio. A pré-candidatura de Manoel Júnior ao Senado, que no inicio não fazia nenhum sentido, passou a fazer quando prefeitos do PSDB passaram apoiar o vice-prefeito da Capital, a pedido de Cássio.

Depois que o tucano e ex-vereador Renato Martins (PSDB) anunciou seu apoio ao nome do senador José Maranhão (MDB) para o Governo da Paraíba, especulações sobre uma possível dança das cadeiras começaram a surgir.

Segundo o Blog do Jornalista Marcos Wérick, a estratégia é clara. Cássio está começando a migrar suas bases para a pré-candidatura de Zé Maranhão.

LEIA O ARTIGO NA ÍNTEGRA

Cássio começa migrar bases para candidatura de Maranhão

Prefeitos, ex-prefeitos e lideranças do interior do Estado, aliados de Cássio, estão, em doses homeopáticas, anunciando adesão a Maranhão e esvaziando a pré-candidatura de Lucélio, como por exemplo, na cidade de Cuité, onde aliados do ex-deputado Bado e de sua esposa, a ex-prefeita Euda, já pedem votos para Maranhão. Inclusive, o irmão da ex-prefeita, Gentil Palmeira, deixou a gestão de Cartaxo em João Pessoa para assumir um cargo no Ministério da Saúde. O cargo em Brasília para o irmão da ex-prefeita de Cuité foi conseguido pelo deputado federal Benjamim Maranhão, sobrinho do pré-candidato emedebista.

Bruno, é outro Cunha Lima que assumiu um partido, o SD, e ignorou o nome de Lucélio e também conversa com Maranhão.

Por último, o ex-vereador de João Pessoa, Renato Martins, assessor de gabinete de Cássio, anunciou apoio a Maranhão e já fez parte de sua comitiva neste final de semana.

A movimentação de Cássio, porém, não está passando despercebida pelos irmãos Cartaxo, que também age nos bastidores. Há quem diga, por exemplo, que o ex-secretário Zenedy Bezerra, lançou sua pré-candidatura a deputado para na verdade guardar o lugar de Lucélio Cartaxo.

É como se fosse um namora de escorpiões, a qualquer momento um pode ser picado (traído).

Da Redação do PB Agora

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.