Header Ads

Genro é preso suspeito de mandar matar empresário em João Pessoa

Arnóbio, que tinha 77 anos, foi atingido por disparos de arma de fogo enquanto chegava ao grupo imobiliário do qual era sócio-proprietário, em Manaíra

Policiais efetuaram a prisão do acusado (Foto: Da Net)
O genro do empresário Arnóbio Ferreira Nunes, assassinado a tiros no dia 24 de novembro de 2017, em João Pessoa, foi preso, na manhã desta quinta-feira (7), suspeito de ser o mentor intelectual do crime. Arnóbio, que tinha 77 anos, foi atingido por disparos de arma de fogo enquanto chegava ao grupo imobiliário do qual era sócio-proprietário, no bairro de Manaíra. A informação é da TV Correio.

Conforme divulgado pela Secretaria de Estado da Segurança e Defesa Social (Seds), outras seis pessoas foram presas por envolvimento no crime. A motivação do genro de Arnóbio Ferreira, Cícero Antonio, para a articulação do assassinato teria relação com questões financeiras. Com a operação desta quinta, a Polícia Civil considera concluído o trabalho de investigação deste crime.

No dia 19 de abril deste ano, o homem apontado pela Polícia Civil como o executor do assassinato havia sido preso. A polícia chegou até o suspeito após analisar imagens do circuito de segurança que gravaram o crime e ouvir denúncias anônimas registradas no 197.

As imagens das câmeras de segurança mostraram que o empresário chegou acompanhado por um homem à construtora. Eles ficam alguns segundos no estacionamento, com as portas do carro abertas, quando o atirador se aproximou em uma motocicleta. O suspeito, que agiu sozinho e estava de capacete, sacou uma arma e foi direto ao lado do passageiro, onde Arnóbio estava. Assim que sai do carro, o empresário é atingido por um tiro no peito.

As imagens mostram ainda que o atirador apontou a arma para o motorista do carro. Ele conseguiu correr e escapar da mira do suspeito. Depois disso, o atirador voltou ao banco do passageiro e pegou um pacote de dentro do carro.

Do Portal Correio

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.