Header Ads

Maranhão fecha com PP, PSC e PR; Chapa deve ser anunciada até semana que vem

Filho de Wellington Roberto deve ser o candidato a vice-governador na chapa de Maranhão; Daniela Ribeiro e Manoel Júnior disputarão o Senado Federal

Maranhão dever ter a deputada Daniela Ribeiro como pré-candidata a senadora em sua chapa (Foto: Da Net)
O senador José Maranhão pode ser o primeiro pré-candidato a anunciar chapa completa para disputar o Governo do Estado em outubro próximo. Em Brasília, Maranhão manteve esta semana contatos com os deputados federais Aguinaldo Ribeiro (PP), Marcondes Gadelha (PSC) e Wellington Roberto (PR), com quem praticamente definiu alianças. Os acertos finais estão previstos para este final de semana, na Paraíba, e o anúncio oficial da chapa majoritária deve acontecer até a semana que vem.

Maranhão conseguiu consolidar os entendimentos porque não “fechou portas” para ninguém e ainda se comprometeu a atender às reivindicações dos aliados, diferente dos outros dois pré-candidatos João Azevedo (PSB) e Lucélio Cartaxo (PV). A principal exigência dos partidos teria sido a participação na chapa majoritária. O PSC de Marcondes Gadelha, por exemplo, indicou o vice-prefeito de João Pessoa, Manoel Júnior para disputar o Senado Federal. Maranhão conversou com Júnior, os dois apagaram rusgas remanescentes do MDB e a indicação foi aceita.

O PR, de Wellington Roberto, deve apresentar nome para a vice, possivelmente o filho do deputado, Bruno Roberto, ex-secretário do governo de Ricardo Coutinho (PSB). Não houve qualquer restrição à sugestão. E O PP, de Aguinaldo Ribeiro, deve realizar o sonho da deputada Daniella Ribeiro de concorrer ao Senado, indicação também acatada sem problemas. As duas suplências de senador ainda estão em discussão, mas podem ficar para negociação com outros partidos que queiram participar da aliança. O Solidariedade, do deputado Bruno Cunha Lima, estaria entre as possibilidades.

A outra condição dos três partidos trata da composição proporcional. Maranhão concordou em buscar uma aliança que garanta a renovação dos mandatos dos deputados federais Benjamin Maranhão (MDB), Wellington Roberto (PR) e Aguinaldo Ribeiro (PP), além de vaga para o ex Leonardo Gadelha, substituto do pai, Marcondes Gadelha. Mesmo compromisso teria sido assumido com os pré-candidatos a deputado estadual da coligação.

O pré-candidato do MDB foi o primeiro lançado oficialmente. Entre baixas no MDB e boatos de desistência, Maranhão conseguiu se estabilizar na disputa e agora caminha firme para mais uma campanha eleitoral. Aliás, este ano a campanha terá apenas 52 dias, em primeiro turno, e 35, em segundo. A redução do prazo deve beneficiar os candidatos já conhecidos do eleitor, como é o caso do senador emedebista.

Por Vanderlan Farias com Fato a Fato

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.