Header Ads

Michael Jackson teria sido castrado quimicamente pelo pai

Médico Conrad Murray disse que Joe Jackson castrou o filho para que ele mantivesse a voz aguda

Joe e Michel Jackson (Foto: O Dia)
O médico Conrad Murray, que foi condenado por ministrar propofol nos dois meses que antecederam a morte de Michael Jackson, falou sobre o relacionamento entre o rei do pop e seu pai, Joe Jackson. 

O cardiologista disse que Joe, que morreu em junho deste ano, foi um dos "piores pais da história". "O fato que ele [Michael Jackson] foi castrado quimicamente para manter a voz aguda é inexplicável. Espero que Joe Jackson encontre redenção no inferno", disse Murray em vídeo divulgado pelo "The Blast". 

Esta não foi a primeira vez que o médico insinuou que Michael Jackson sofreu alterações químicas na infância. No livro "This Is It! The Secret Lives of Dr. Conrad Murray and Michael Jackson", ele afirma que o cantor tomava injeções de hormônio aos 12 anos para curar acne e evitar que sua voz sofresse alterações. 

Os representantes da família Jackson ainda não se manifestaram sobre o assunto. Michael Jackson morreu aos 50 anos em 2009 por conta de uma intoxicação por uso abusivo de remédios.

Condenado a quatro anos de prisão pela morte de Michael Jackson, Conrad Murray teve a pena reduzida por bom comportamento. O médico também teve a licença médica suspensa em três estados norte-americanos. 

De O Dia
Em, 12 de julho de 2018

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.