Header Ads

Carregado em rede, paraibano faz greve de fome em marcha pró-Lula

Funcionário da Caixa Econômica e natural de Catolé do Rocha, Seu Ciço defendeu a inocência de Lula 

Cicero faz greve de fome pela soltura de Lula (Foto: Da Net)
Em greve de fome há 11 dias, o bancário paraibano Cícero Ezequiel Filho, 61,  foi um dos destaques na marcha realizada em Brasília na tarde desta quarta-feira (15) para o registro da candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Ele é filiado ao Psol e candidato a deputado federal nas eleições de outubro.

Na dianteira da passeata, que reuniu cerca de 10 mil pessoas segundo os organizadores e também de acordo com a Polícia Militar do Distrito Federal, Seu Ciço, foi carregado por dois ativistas em uma rede vermelha e branca, pendurada em um tronco.

Funcionário da Caixa Econômica e natural de Catolé do Rocha, Seu Ciço defendeu a inocência de Lula e disse que não pretende encerrar a greve de fome.

“O propósito é não sair dessa greve com as minhas pernas. Se eu sair é rebocado em uma maca do Samu que Lula criou para ajudar os pacientes pobres. Seu eu não resistir quero que meu corpo seja velado na vigília em Curitiba e que minhas cinzas sejam atiradas sobre os telhados de vidros dos tribunais sem nenhuma prova apenas para retirá-lo da eleição”, argumentou.

Do MaisPB
Publicada em 16/08/18, às 16h03

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.