Header Ads

PF conclui inquérito sobre Triplex de Guarujá, inocenta Lula e indicia dona do imóvel

Na operação, o Ministério Público Federal (MPF) investigou se proprietários dos apartamentos usaram nome de terceiros

Triplex de Guarujá (Foto: Da Net)
A Polícia Federal indiciou sete pessoas na Operação Triplo X, um desdobramento Operação Lava Jato. Entre os acusados está a publicitária Nelci Warken, proprietária de um tríplex no condomínio Solaris, no Guarujá (SP) – o edifício é o mesmo em que estaria o tríplex ligado ao ex-presidente Lula, mas ficou comprovado que ele não tem nenhum vinculo nem propriedade.

“Não obstante, restou demonstrado que a verdadeira proprietária do imóvel 163-B seria Nelci Warken, sócia da Paulista Plus Promoções LTDS”, diz o texto. Ela vai responder pelos crimes de lavagem de dinheiro, fraude e falsidade ideológica.

Na operação, o Ministério Público Federal (MPF) investigou se proprietários dos apartamentos usaram nome de terceiros para ocultar patrimônio.

O imóvel de Nelci fica ao lado do tríplex que, segundo as investigações, seria destinado ao ex-presidente Lula. No relatório, porém, o petista não aparece entre os indiciados — ele ainda é investigado pela Polícia Federal na 24ª fase (Operação Aletheia).

Do Wscom
Publicada em 18/08/18, às 20h56

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.