Header Ads

Bayeux pode ter o quarto prefeito em dois anos; entenda

Se até dezembro a situação do prefeito Berg Lima não for resolvida quem assume a cadeira de prefeito em janeiro é o vereador Jeffeson Kita, eleito presidente da Câmara para o próximo biênio

Prefeitura de Bayeux (Foto: Da Net)
A cidade de Bayeux, na Região Metropolitana de João Pessoa, pode ter o quarto prefeito no período de dois anos. Isso se até o dia 31 de dezembro a situação no município, que hoje é administrado pelo presidente da Câmara, vereador Noquinha (PSL), não se resolva. Nessa situação quem sentará na cadeira de prefeito a partir de 1º de janeiro de 2019 será o vereador Jefferson Kita (PSB), o já eleito presidente da Câmara para o próximo biênio.

Apesar de afastado, o prefeito Berg Lima ainda continua no cargo. Berg é acusado por ter sido flagrado em um vídeo recebendo suposta propina de um empresário local. Por conta da denúncia, o gestor foi preso em julho do ano passado e atualmente responde em liberdade.

Como Berg ainda permanece no cargo, o município só terá novas eleições caso o ele seja cassado pela Câmara ou se esgotem os recursos processuais no âmbito da Justiça.

‘Mandato’ de Noquinha vai até dezembro

Noquinha assumiu os destinos de Bayeux em março deste ano, de forma interina, após afastamento pela justiça do então vice-prefeito Luiz Antônio (PSDB). O tucano ascendeu à titularidade do cargo após a prisão do titular, Berg Lima, em julho do ano passado.

Como uma decisão do juiz da 4ª Vara havia o afastado por tempo indeterminado e em seguida o gestor foi cassado pela Câmara, o mandato de Noquinha à frente da prefeitura se estendeu até o final do ano.

Do Portal Correio
Em 24.09.18, às 12h48

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.