Header Ads

OPINIÃO! Professor disserta sobre as facções dentro dos presídios do Brasil

As facções criminosas nos presídios brasileiro

Professor Jorge Lucena (Foto: Fato@Fato)
As facções criminosas que se instalaram nos presídios Brasileiro, é um dos maiores se não o maior problema do século relacionado com a segurança pública nacional, originando como consequência uma série de acontecimentos que coloca toda população na condição de refém de um terrorismo crescente e cada vez mais dramático. Ficando a população no meio de uma verdadeira queda de braços entre líderes de facções e autoridades.

Essas facções que tiveram suas origens dentro dos presídios começam de forma surpreendente, a manipular a segurança nacional ditando regras, e causando terrorismos através de comandos, enviados por telefones celulares de dentro dos presídios, a outros comparsas que fazem parte das facções, para promoverem terrorismos e desordem como forma de retaliação para com as autoridades, quando ficam insatisfeitos com alguma medida tomada, que contraria os seus interesses dentro dos presídios. O que de forma vergonhosa é outro grande problema que os estados vêm enfrentando tentando acabar sem sucesso. Ligações entre líderes dessas facções e seus familiares ou parentes próximos, são interceptadas pelos serviços de inteligência da polícia, mas nenhuma medida é tomada de forma preventiva no sentido impedir essas ações criminosas. Infelizmente diante desses fatos que já foram divulgados de forma exaustiva por toda imprensa nacional, podemos afirmar com certeza que o sistema penitenciário nacional esta falido, ficando apenas as penitenciárias federais ainda em condições de serem chamadas ainda não sabemos até quando, de verdadeiros presídios.  

O depoimento de um dos presidiários do presídio de Pedrinhas no Estado do Maranhão, a uma emissora de televisão foi no mínimo uma tapa na cara das autoridades, ele disse que: achava que os presídios haviam sido construídos para recuperar pessoas como ele, que pagavam por crimes que haviam cometido contra a sociedade, e não para transforma-los em monstros, o que ele achava, no entanto, que já estava acontecendo com ele lá dentro. Cenas lamentáveis como as que aconteceram nos últimos dias em Pedrinhas, e o terrorismo na forma de retaliação promovida pelos líderes das facções, que levaram uma criança a morte e feriram de forma grave outras pessoas, que comovam verdadeiramente os parlamentares, para que os mesmos modifiquem o nosso código penal, para não acontecer novos casos como esses, que envergonham todo o País perante a comunidade internacional, e deixa cada vez mais a população nas mãos da marginalidade.

Soluções existem e são possíveis como privatização do sistema penitenciário e a implantação de prisão agrícola, por exemplo, são medidas que já deveriam ter sido tomadas e com certeza resultados apareceriam, mas falta coragem, vontade política e menos corrupção dos nossos representantes parlamentares, e a resposta para eles está em nossas mãos nesse pleito eleitoral de 2018, vamos mudar e exigir respostas concretas por uma segurança de qualidade para o povo Brasileiro.

Por Jorge Lucena dos Santos (professor, articulista de Fato a Fato)
Em 23.09.18, às 14h02

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.