Header Ads

Ruy defende tolerância zero contra ação do crime organizado nos presídios

Ruy Carneiro é um dos principais articuladores da campanha de Lucélio ao Governo

Ruy Carneiro (Foto: Da Net)
A fuga em massa dos presos da Penitenciária de Segurança Máxima em João Pessoa, na opinião de Ruy Carneiro, é mais um sinal da falta de pulso firme do Estado no combate ao crime organizado. Cerca de 105 detentos da prisão Romeu Gonçalves Abrantes, o PB1, conseguiram escapar na madrugada desta segunda-feira (10) graças à ação de bandidos que utilizaram explosivos para abrir uma passagem nos muros da unidade.

“A ação do crime organizado na Paraíba se agravou nos últimos anos, com explosões de bancos e ataques a caixas eletrônicos. Agora, precisamos olhar para frente e somar esforços, ajudar o futuro governador a encarar esse problema de frente e resolvê-lo”, defende Ruy. “O fundamental é ter tolerância zero com essas quadrilhas que se instalaram na Paraíba. Para isso, devemos aparelhar a polícia, prepara-la e investir em inteligência”, ressalta.

Na avaliação de Ruy Carneiro, que é um dos principais articuladores da candidatura de Lucélio Cartaxo ao governo da Paraíba, o Estado deve também se articular nacionalmente, firmando parcerias com com os municípios, com os Estados vizinhos e o Governo Federal para tornar mais eficaz os controles sobre a movimentação financeira do crime organizado, o tráfico de armas e drogas, principalmente nas fronteiras. “Em Brasília, vamos ajudar o governo Lucélio a tratar desse tema, tanto no Congresso Nacional quanto nos ministérios da Justiça e da Defesa”, indicou.

Da Assessoria de Imprensa
Em 14.09.18, às 00h03

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.