Header Ads

Polícia revela detalhes sobre morte de oficial da PM no dia do ataque ao PB1

Corpo de Erivaldo foi sepultado em Recife (Pernambuco), cidade natal do militar

Morte de soldado se transformou em mistério (Foto: Da Net)
A Polícia Civil da Paraíba vai realizar às 16h30 desta sexta-feira (26) uma entrevista coletiva para divulgar detalhes sobre a investigação da morte de Erivaldo Moneta da Silva, de 34 anos. O evento ocorrerá na Central de Polícia, no Geisel, em João Pessoa. Moneta era tenente da PM quando foi assassinado a tiros no dia 10 de setembro deste ano, quando ocorreu a fuga de 92 presos da Penitenciária de Segurança Máxima Romeu Gonçalves Abrantes – PB1, em Jacarapé, em João Pessoa. O oficial estava realizando investigações sobre a localização dos foragidos.

Os laudos relativos à necrópsia, cena de crime, exames de balística, análise de imagens e danos patrimoniais sobre os disparos que causaram a morte do tenente já foram concluídos e entregues ao delegado Reynaldo Nóbrega, titular da Delegacia de Crimes Contra a Pessoa (DCCP), que participará da coletiva para revelar detalhes sobre o caso.

O corpo de Erivaldo foi sepultado em Recife, cidade natal do militar. Ele havia ingressado há 6 anos na PM. No dia 4 de outubro, o Diário Oficial do Estado (DOE) publicou o Ato Governamental nº 3.150, promovendo o militar. O documento, assinado pelo governador Ricardo Coutinho, afirma que o PM morreu em serviço.

Do ParlamentoPB
Em 25.10.18, às 23h32

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.