Header Ads

‘Violência institucional’, diz Governo sobre suspensão do Empreender

De acordo com o Governo, a suspensão foi uma 'violência institucional' e não há provas de irregularidades nem de uso eleitoreiro do programa

Juíza suspende Empreender (Foto: Portal Correio)
O Governo da Paraíba classificou como uma ‘violência institucional’ a suspensão do Programa Empreender Paraíba. Em nota, foi informado que o governo vai recorrer da decisão da juíza Flávia da Costa Lins Cavalcanti, da 1ª Vara da Fazenda Pública de João Pessoa.

A magistrada determinou a suspensão do Empreender Paraíba, em caráter de urgência. Na decisão, ela confirma irregularidades que constam no relatório de auditoria do Tribunal de Contas da Paraíba. Uma delas seria o aumento de 744% na liberação de recursos do Empreender-PB, em relação ao mesmo de período de 2017.

No despacho, a juíza Flávia da Costa cita que o relatório da auditoria da Corte de Contas, no processo n. 0956/18, constatou inúmeras ilegalidades que causam indiscutível lesão ao patrimônio público do Estado da Paraíba.

Confira a nota na íntegra:

NOTA

O Governo do Estado informa que irá recorrer da decisão que, inadequadamente, determinou a suspensão do programa Empreender Paraíba, um dos principais instrumentos de geração de emprego e renda e fortalecimento da economia local.

É mais uma violência contra uma ação institucional sobre a qual não há comprovação alguma de uso eleitoreiro ou irregular. E que só pode ser compreendida como parte de um roteiro que desemboca no depósito dos interesses políticos em disputa na Paraíba.

Acima disso, no entanto, estão os interesses coletivos, e a irrestrita observância dos preceitos legais, que serão preservados e defendidos por este Governo em qualquer instância. E sob qualquer condição.

Do Portal Correio
Em 01.10.18, às 15h22

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.