Header Ads

Flamengo homologa chapas e mantém restrição ao candidato do presidente

A impugnação da candidatura do vice de futebol foi discutida algumas vezes no período pré-eleitoral

Flamengo terá eleições (Foto: Da Net)
O CoAd (Conselho de Administração) do Flamengo homologou nesta terça-feira (6) as quatro chapas concorrentes para a eleição que escolherá o presidente do Rubro-negro no triênio 2019-2020-2021. O plenário decidiu pela manutenção das restrições impostas na Comissão Permanente Eleitoral ao atual vice de futebol e candidato de Eduardo Bandeira de Mello, Ricardo Lomba.

O dirigente pode concorrer ao cargo, mas por ser Auditor Fiscal da Receita Federal esbarra em uma série de impedimentos. Foi recomendado que se licencie do cargo para exercer a presidência, caso eleito no dia 8 de dezembro, com plenos poderes. Caso contrário, não poderá representar o clube em repartições públicas e outros órgãos.

Ricardo Lomba, inclusive, já disse algumas vezes que não abandonará o trabalho, já que é dele que tira o sustento da família.

A impugnação da candidatura do vice de futebol foi discutida algumas vezes no período pré-eleitoral. De acordo com a avaliação dos responsáveis pelo caso, Lomba esbarra na Lei Federal 8112. O artigo 117 (inciso 10) dispõe que é proibido ao servidor público federal participar de gerência ou administração de sociedade privada, de forma que não seria possível acumular a presidência do Flamengo.

O recurso sobre a utilização da cor azul pela situação também foi julgado e a decisão de não utilização no pleito mantida pelo CoAd. Desta forma, as quatro chapas foram homologadas da seguinte forma: Ricardo Lomba (Chapa Rosa – Avança Mais, Flamengo), Rodolfo Landim (Chapa Roxa – Unidos pelo Flamengo), Marcelo Vargas (Chapa Branca – Fla Tradição e Juventude) e José Carlos Peruano (Chapa Amarela – Coração Valente). 

Da Folhapress
Em 07.11.18, às 15h42

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.