Header Ads

“Ele não é vítima, ele me espancou”, diz advogada sobre declarações de Tyrone

Ela se mostrou confiante na Justiça e acredita que o prefeito será punido pela Justiça por seus atos

Advogada Myriam Gadelha, apresentando hematomas no rosto, diz ter sido agredida pelo prefeito de Sousa (Foto: Da Net)
A advogada Myriam Pires Benevides Gadelha rebateu nesta segunda-feira (10) as declarações do prefeito de Sousa, Fábio Tyrone, de que teria agredido a ex-namorada em legítima defesa. “Ele não é vítima, ele não agiu em legítima defesa, ele me espancou”, disse Myriam em entrevista à Rádio Arapuan.

Sobre as declarações do prefeito de que teria sido agredido, levado um tapa no rosto, e que teria revidado, a advogada acusou Fábio Tyrone de tentar distorcer os fatos.

“Acho lamentável que ele diga que eu o provoquei. Vai além da hipocrisia. Ele tem um comportamento de sociopatia. É no mínimo incongruente essa declaração dele”, afirmou Myriam, lembrando que não é a primeira vez que o prefeito é acusado de bater em uma mulher.

Ela se mostrou confiante na Justiça e acredita que o prefeito será punido pela Justiça por seus atos.

Acusado de violência doméstica contra a ex-namorada, a advogada Myriam Pires Benevides Gadelha, o prefeito de Sousa Fábio Tyrone, alegou legítima defesa. Em entrevista nesta segunda-feira (10) o gestor admitiu que agrediu a advogada, mas que foi instado por ela a cometer a agressão.

Mesmo admitindo ter agredido a advogada, o prefeito Fábio Tyrone disse que houve excesso por parte de Myriam Pires Benevides Gadelha. Ele disse que levou um tapa no rosto da advogada e que reagiu.

Fábio Tyrone pediu desculpas às mulheres e garantiu que vai provar que foi vítima e que agiu de forma incorreta a uma agressão física da ex-namorada.

Segundo ele, Myriam precisa de ponderação e que foi avisado muitas vezes sobre o comportamento da advogada.

O caso

O prefeito de Sousa, Fábio Tyrone, foi denunciado por agressão contra a ex-namorada, a advogada Myriam Pires Benevides Gadelha. Por causa disso, ela deu entrada em um pedido de medida protetiva de urgência contra ele, no que foi atendida pelo desembargador Ricardo Vital de Almeida. Fotos da vítima ferida e postagens de solidariedade viralizaram nas redes sociais na noite da sexta-feira, 8.

No pedido encaminhado ao Tribunal de Justiça, Myriam conta que manteve um relacionamento com Fábio por quatro meses, período em que ele teria se mostrado “ciumento, possessivo e controlador”.

Em seu relato, a advogada conta que foi agredida no dia 17 de novembro quando o casal estava em viagem a São Paulo. Por ciúmes, Fábio teria lhe empurrado e tentado lhe agredir na região do pescoço.

A situação de violência piorou, contudo, segundo ela, no último dia 6 de dezembro, quando ambos foram a uma festa. Fábio reclamou, no trajeto da volta do evento, que a namorada teria bebido demais e conversado com muitas pessoas. Ao chegar na casa de Myriam, a discussão havia piorado e ela conta que o prefeito lhe agrediu verbalmente, desferiu tapas em seu rosto, além de tê-la empurrado ao chão e passado a dar chutes na vítima.

O documento acrescenta que o prefeito de Sousa já responde a processo por violência praticada contra a ex-esposa e diz ainda que um irmão dele teria ameaçado-a e dito que “a situação iria se complicar”.

O desembargador acatou o pedido da advogada e determinou que Fábio não se comunique com ela sequer pelas redes sociais.

Do ParlamentoPB
Em 10.12.18, às 18h45

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.