Header Ads

PF desarticula grupo criminoso em atuação na Paraíba, Alagoas e Bahia

Alvos são investigados por crimes licitatórios, peculato, lavagem de dinheiro, sonegação fiscal, crime de responsabilidade e associação criminosa

Operação ocorre em 3 estados do NE (Foto: Divulgação)
A Polícia Federal deflagrou, nesta quarta-feira (5), a Operação Playground Nordestino, em combate a uma organização criminosa com atuação na Paraíba, Alagoas e Bahia. Os alvos são investigados por crimes licitatórios, peculato, lavagem de dinheiro, sonegação fiscal, crime de responsabilidade e associação criminosa.

De acordo com a Polícia Federal, na Paraíba os crimes foram praticados no município de Brejo do Cruz, no Sertão. Também eram ‘territórios’ da quadrilha Barra de São Miguel (AL), Pariconha (AL), Dois Riachos (AL), Paulo Afonso (BA), Glória (BA) e Chorrochó (BA).

Durante as investigações, a Polícia Federal conseguiu identificar duas construtoras, constituídas por interpostas pessoas, que teriam deixado obras inacabadas em algumas cidades alagoanas e baianas.

“O prejuízo estimado aos cofres públicos seria de R$ 1,6 milhões, contudo as perícias nas obras podem detectar um cenário ainda mais aterrador, tendo em vista que os contratos celebrados com os entes públicos são da ordem de mais de R$ 13 milhões”, divulgou a PF.

Cerca de 80 policiais federais cumprem 22 mandados de busca e apreensão nos três estados. Se somadas, as penas pelos crimes investigados ultrapassam 40 anos de prisão.

Do Portal Correio
Em 05.12.18, às 10h49

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.