Header Ads

Prefeitura de Mamanguape lança a Campanha Saúde no Trânsito

A campanha foi lançada pela Secretaria Municipal de Saúde, através do secretário Antonio Neto

Na manhã da última quarta-feira (12), o secretário da saúde do município, Antônio Neto, concedeu entrevista à Rádio Correio do Vale FM para divulgar a Campanha Saúde no Trânsito, com o objetivo de chamar a atenção da população para esse tema tão importante. A violência no trânsito é um problema de saúde pública no Brasil, com altos índices de mortalidade e morbidade, tendo grande parte dessas emergências um aspecto particular, a maioria delas é causadas por condutores e são evitáveis.

Banner de divulgação da campanha (Foto: Codecom/Prefeitura de Mamanguape)
Na Paraíba, de acordo com os dados do boletim epidemiológico de acidentes de trânsito, no período de 2016 a 2017 verifica-se que ocorreram 8.042 acidentes de trânsito, nos quais os homens apresentaram um percentual de envolvimento de 76% e as mulheres de 24%. Entre 2013/2017, quase cinco mil pessoas morreram em acidentes de trânsito na Paraíba, conforme dados da Secretaria Estadual de Saúde.

As causas externas são a quarta maior causa de óbitos no ano de 2018 em Mamanguape e foram a segunda maior causa em 2017. Causas externas são a quarta maior causa de mortes na região de saúde, com números muito próximos da segunda e terceira causas de morte. Ela é também a segunda a maior causa de internações na região. Dos casos internados, 77,80% culminaram em óbitos em 2015 (dados regionais) e das causas externas, 37,6% são acidentes de transporte (dados da 14ª região de saúde).

Em Mamanguape, os acidentes de trânsito foram a segunda maior causa de óbitos e internações no ano de 2017. 80% dos acidentes são causados pelo condutor, 15% são causados pelos passageiros 5% são causados por pedestres. Desses, 78% dos acidentes envolvem motocicleta, 14% com carros e 8% envolvem outros Veículos. 40% dos acidentes acontecem no turno da noite 32% dos acidentes acontecem no turno da tarde e 28% dos acidentes acontecem no turno da manhã, sendo que 58% dos acidentes acontecem no final de semana.

A abertura oficial da campanha será na próxima quarta-feira (19) com uma ação às 09h00 em frente ao Banco do Brasil e às 15h00 na Praça São Sebastião. Conforme o secretário, os dois locais foram escolhidos porque são espaços de grande movimentação e a meta é tentar chamar atenção das pessoas para abraçar o tema. Ele informou ainda que nesta sexta-feira (14), a coordenadora do SAMU, Crisane Farias, estará na rádio trazendo informações de como acontecem os acidentes e como é o trabalho do SAMU, que atua influencia diretamente na queda de óbitos.

“É muito importante que as pessoas tomem consciência de que não podem estar colocando em risco a sua vida ou a dos outros, pois muitos acidentes são provocados por consumo de álcool, não uso do capacete, alta velocidade, uso do celular ou falta de atenção. A gente vem tratar desse assunto para tentar realmente chocar a população de Mamanguape e da região, para que possamos passar um final de ano seguro”, disse o secretário.

Em breve a campanha estará divulgando materiais informativos/educativos nas redes sociais, distribuindo panfletos nos órgãos públicos e na comunidade em geral e reproduzindo as peças publicitárias nos meios de comunicação. Na segunda-feira (18) ocorrerá uma reunião com a prefeita Eunice Pessoa tendo como pauta a mobilização dos órgãos estaduais de trânsito, já que os órgãos municipais já estão mobilizados.

Organização Mundial de Saúde

De acordo com dados da OMS, as violências e os acidentes - sejam eles de natureza acidental ou não, são responsáveis por cerca de 9% da mortalidade global. A maior proporção dos Acidentados de transporte terrestre é do sexo masculino, adulto jovem e residente em área urbana. Aproximadamente metade das vítimas de acidentes de trânsito é constituída por pedestres, ciclistas ou motociclistas.

Respeitar os limites de velocidade, não associar o consumo de bebidas alcoólicas a direção de veículos, não se distrair com o celular ao volante, usar capacete, cinto de segurança e cadeirinha para crianças. De acordo com a OMS, esses são os principais fatores para a segurança viária, todos amplamente conhecidos e também desobedecidos no mundo todo. O resultado de burlar as regras do jogo é sombrio: 3,4 mil pessoas morrem diariamente em acidentes de trânsito no mundo. 

A entidade ressalta a importância de otimizar os esforços para a aplicação das leis, de forma a educar a população e garantir os resultados de segurança. Outro ponto destacado é a ampliação da atenção as necessidades dos usuários mais vulneráveis (pedestres, ciclistas e motociclistas). A violência em relação a esse grupo é maior no Brasil.

Da Codecom/Prefeitura de Mamanguape
Em 16.12.18, às 00h27

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.