Header Ads

Prefeitura paga R$ 8 mil a papelaria pela compra de paralelepípedos

De acordo com o empenho, a aquisição se deu sem licitação e o pagamento de R$ 7.950 foi feito através de cheque em abril de 2016

Sede da Prefeitura de Lucena (Foto: Google)
A Prefeitura de Lucena, no Litoral Norte paraibano, pagou quase R$ 8 mil na aquisição de 15 mil pedras de paralelepípedos destinadas à pavimentação de uma rua no distrito de Fagundes. Até aí tudo bem, se a empresa que forneceu o material não fosse uma papelaria estabelecida em João Pessoa. Pelo menos essas são as informações que constam no empenho publicado no sistema Sagres, do Tribunal de Contas do Estado (TCE).

De acordo com o empenho, a aquisição se deu sem licitação e o pagamento de R$ 7.950 foi feito através de cheque em abril de 2016. À época, a empresa atuava no comércio varejista de artigos de papelaria e também no comércio especializado de equipamentos e suprimentos de informática.

Em consulta feita nesta quinta-feira (24) no sistema da Receita Federal, a empresa aparece com sua situação cadastral inapta, por conta de omissões de declarações.

O que disse a Prefeitura
Em contato com o Portal Correio, o prefeito Marcelo Monteiro (PSB) se disse surpreso com a denúncia, mas anunciou que vai se inteirar dos fatos. Segundo ele, o setor jurídico da prefeitura será acionado para as devidas providências.

Do Portal Correio
Em 25.1.19, às 10h30

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.